Mansão de Escobar em Miami será demolida à procura de tesouros
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mansão de Escobar em Miami será demolida à procura de tesouros

Christian de Berdouare, dono da rede de restaurantes Chicken Kitchen, registra a busca de objetos, joias e dinheiro escondidos para futuro documentário

Redação Internacional

14 Janeiro 2016 | 15h26

MIAMI, EUA – Uma mansão na cidade americana de Miami Beach que pertenceu ao narcotraficante colombiano Pablo Escobar será demolida por seu atual dono, que busca dinheiro e joias que possam estar escondidos nas paredes e pisos.

“Vamos demolir a casa a partir de segunda-feira e isto deve levar entre 2 e 3 semanas”, disse Christian de Berdouare na mansão, uma grande construção cor-de-rosa, atualmente bastante deteriorada, mas situada em um exclusivo bairro com uma impressionante vista da baía Biscayne e dos arranha-céus do centro de Miami.

Christian de Berdouare na frente da casa em Miami Beach que pertenceu ao narcotraficante Pablo Escobar

Christian de Berdouare no quintal da casa em Miami Beach que pertenceu ao narcotraficante Pablo Escobar (Foto: AFP / Diego URDANETA)

“Reunimos uma equipe que veio com detectores de metal e sonares para determinar se há algo escondido, pode ser dinheiro, ouro, joias, e também corpos ou qualquer outra coisa, mas ele costumava esconder dinheiro em suas casas”, informou De Berdouare, dono da rede de restaurantes Chicken Kitchen.

O empresário está registrando a busca de possíveis objetos escondidos e da demolição para um futuro documentário.

Pablo Escobar visitou em algumas ocasiões a casa de Miami Beach, que adquiriu em 1980 por 250.000 dólares em dinheiro vivo. Por anos, houve muita atividade durante a noite, quando entravam e saíam muitas embarcações desde o pier da propriedade, disse De Berdouare.

A mansão do falecido chefe do cartel de Medellín foi tomada pelas autoridades americanas em 1987, e adquirida alguns anos mais tarde por um advogado, que logo a vendeu a De Berdouare.

A esposa do empresário, a jornalista de televisão Jennifer Valoppi, decidiu tomar uma série de medidas antes de iniciar a demolição da casa, dado o histórico de delinquência de Escobar e o que poderia ter acontecido no interior da casa.

A primeira coisa que Jennifer fez ao assinar os documentos de compra da casa, por exemplo, foi pedir a um sacerdote que abençoasse a propriedade. “Estava um pouco preocupada pelo que poderia ter acontecido na casa naquela época”, explicou.

Escobar, o maior narcotraficante que já houve na Colômbia, foi morto em 2 de dezembro de 1993 sobre um telhado de Medellín, deixando 50.000 vítimas para trás, segundo números da ONG Colômbia com Memória. O narcotraficante possuía várias propriedades nos Estados Unidos que foram desapropriadas. / AFP e EFE

Mais conteúdo sobre:

EUAMiami BeachPablo Escobar