Máscara de Tutancamon foi reparada com supercola
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Máscara de Tutancamon foi reparada com supercola

Redação Internacional

23 de janeiro de 2015 | 15h24

MOHAMED EL-SHAHED / AFP

Máscara mortuária de Tutancamon, atração do museu egípcio do Cairo

A barba azul e dourada da máscara mortuária do famoso faraó Tutancamon foi colada com cola a base de químicos, danificando a relíquia depois que ela foi derrubada durante uma limpeza, disseram na quarta-feira conservadores do museu egípcio do Cairo.

O museu é um dos principais pontos turísticos do Cairo e a máscara de Tutancamon, de 3.300 anos, e outros conteúdos de sua tumba são as suas maiores atrações.

Os conservadores do museu dão diferentes versões para o incidente, que pode ter ocorrido durante a limpeza do objeto ou por distração de um funcionário. Uma coisa, no entanto, está clara: a ordem de consertar o estrago rapidamente veio de cima e o que foi usada uma cola adesiva inapropriada.

Entre o queixo e a barba, agora, existe uma camada de cola seca, que não pode ser removido sem danificar mais ainda a peça. E o estrago, segundo os conservadores do museu, é irreversível. Eles avaliam a possibilidade de processar a direção da instituição.

A Máscara descoberta pelos arqueologistas britânicos Howard Carter e George Herbert em 1922. / AP

MOHAMED EL-SHAHED / AFP

Detalhe da máscara mortuária de Tutancamon, com a parte entre o rosto e a barba danificada

Tudo o que sabemos sobre:

Egito