As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Me ajude. Eu sou Amanda Berry’, disse a americana ao policial

Redação Internacional

07 de maio de 2013 | 18h10

Amanda Berry, uma das três mulheres que estavam desaparecidas há cerca de dez anos e foram encontradas na noite de segunda-feira 6, foi encontrada por um vizinho de onde era mantida presa e conseguiu falar com a polícia.

Assim que pegou o telefone Berry declarou: “Me ajude. Eu sou Amanda Berry”. Questionada pelo policial o que tinha acontecido, a mulher respondeu: “Eu fui sequestrada e estou desaparecida há 10 anos. Estou aqui. Estou livre agora.”

Berry desapareceu em 21 de abril de 2003, quando tinha 16 anos. Ela ligou para sua irmã para dizer que estava pegando uma carona para casa, depois de sair do Burger King, onde trabalhava, e não foi mais vista.

As outras duas mulheres encontradas são Gina DeJesus e Michelle Knight. DeJesus desapareceu em 2004, quando tinha 14 anos e voltava da escola para casa. A polícia informou que Knight desapareceu em 2002, quando tinha 20 anos.

Reportagem da AP mostra trechos da conversa de Amanda Berry com a polícia:

Tudo o que sabemos sobre:

Amanda BerryClevelandEUA

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.