As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Morte de Aylan Kurdi completa um ano

Veja números da crise migratória na Europa e relembre o caso

Redação Internacional

02 de setembro de 2016 | 05h00

Assim como milhares de sírios que fugiam da guerra, a família do menino sírio Aylan Kurdi, de três anos, tentava chegar à Grécia há exatamente um ano, via Turquia.

A embarcação que levada Aylan, o pai, a irmã e a mãe, no entanto, naufragou no Mediterrâneo. Ele e a mãe não sobreviveram ao acidente.

A foto do corpo inerte da criança nas areais da praia percorreu o mundo e provocou um debate sobre a chegada de centenas de milhares de refugiados que buscavam uma vida melhor na europa.

Números

1.321.560 refugiados chegaram à Europa desde o ano passado
3 países lideram a nacionalidade desses imigrantes: Síria, Afeganistão e Iraque
3,770 imigrantes morreram em 2015 tentam cruzar o Mediterrâneo
28 mil pessoas é a cota de imigrantes que a Alemanha se comprometeu a receber
1.799 refugiados por 100 mil habitantes é a cota húngara, a maior considerando a população de cada país membro da UE

Tudo o que sabemos sobre:

Aylan KurdirefugiadosSíriaUE