As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mulheres se tornam especialistas em desativar bombas no Laos

Redação Internacional

21 de abril de 2013 | 08h00

Por Lais Cattassini

Aos 24 anos Manixia Thor lidera uma equipe de mulheres especialistas em desativar bombas no Laos. Estima-se que o Laos tenha mais de 80 milhões de bombas, disparadas durante a guerra do Vietnã, que não foram detonadas, colocando em risco a vida dos habitantes do país. Nos últimos 40 anos mais de 20 mil pessoas morreram em decorrência de explosões dessas bombas. Manixia vive no norte do Laos com seu marido e um filho de 2 anos.

Manixia.jpg

Thoummy Silamphan tinha 8 anos quando foi ferido por uma bomba no Laos. Ao lado de Manixia Thor ele trabalha para conscientizar o resto do mundo da situação no país, que tem mais de 80 milhões de bombas ainda não detonadas desde 1973.

Thoummy_Silamphan.jpg

 

Tudo o que sabemos sobre:

bombasGuerra do VietnãLaos

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.