No cativeiro, TV e Playstation
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

No cativeiro, TV e Playstation

Paula Carvalho

31 de dezembro de 2009 | 19h29

 

Foto: EFE

Foto: EFE

O britânico Peter Moore, sequestrado havia mais de dois anos com seus quatro guarda-costas no Iraque e libertado na quarta-feira, afirmou que foi bem tratado nos últimos seis meses de cativeiro. De acordo com uma matéria da BBC, ele teve alguns privilégios nos meses que antecederam sua libertação.

Ele teria falado a parentes que desde junho foi levado para uma casa, onde foi colocado em um quarto com banheiro. Além disso, ele teria tido acesso a uma TV, um Playstation e um laptop – sem acesso à internet.

Em maio de 2007, Moore, um consultor de informática de 36 anos, foi levado por 40 homens usando uniforme de policiais na frente do Ministério das Finanças do Iraque. O ex-refém deve voltar em breve para a Grã-Bretanha.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.