As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O ‘êxodo de Mariel’

Redação Internacional

27 de janeiro de 2014 | 17h40

A primeira fase do Porto de Mariel, a 45 quilômetros a leste de Havana, foi inaugurada nesta segunda-feira, 27. Cuba espera atrair investimentos estrangeiros com o porto, financiado pelo Brasil.

A cidade de Mariel ficou conhecida pelo “Êxodo de Mariel”, ocorrido entre abril e outubro de 1980, quando cerca de 125 mil cubanos deixaram o local após tensões internas causadas pelo agravamento da crise econômica na ilha.

O governo de Fidel Castro anunciou que a saída de cidadãos pelo porto estava liberada e uma onda migratória teve início, com muitos cubanos deixando o país para chegar na Flórida. Enquanto alguns conseguiam chegar aos EUA, outros morriam na travessia feita em barcos improvisados e ficaram conhecidos como “marielitos”.

A situação passou a ter um efeito político negativo sobre o presidente americano Jimmy Carter com a divulgação de que alguns cubanos que chegavam aos EUA tinham saído de prisões e centros psiquiátricos. Em outubro de 1980, o êxodo foi encerrado com um acordo entre os dois países./ REUTERS e AP

O filme Scarface, de 1983, mostra esse contexto quando um criminoso cubano foge para Miami. Assista ao trailer:

Tudo o que sabemos sobre:

BrasilCubaEUAPorto de Mariel

Tendências: