O que se sabe sobre a explosão no metrô de Londres
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O que se sabe sobre a explosão no metrô de Londres

Dezenas de pessoas ficaram feridas; autoridades ainda não falam sobre suspeitos ligados ao caso

Redação Internacional

15 Setembro 2017 | 11h36

LONDRES – Um dispositivo explosivo improvisado provocou uma explosão na manhã desta sexta-feira, 15, em uma estação de metrô de Londres, deixando dezenas de pessoas feridas. A polícia fala que esta é a quinta ação terrorista no Reino Unido somente neste ano.

Veja abaixo o que se sabe até o momento sobre o mais recente ataque na capital britânica.

Os serviços de emergência disseram que foram chamados às 8h20 (4h20 em Brasília) em razão de relatos de incêndio na estação de Parsons Green (Foto: Andrew Matthews/PA via AP)

Os serviços de emergência disseram que foram chamados às 8h20 (4h20 em Brasília) em razão de relatos de incêndio na estação de Parsons Green (Foto: Andrew Matthews/PA via AP)

Fatos

Os serviços de emergência disseram que foram chamados às 8h20 (4h20 em Brasília) em razão de relatos de incêndio na estação de Parsons Green, no oeste de Londres. O trem ia de Wimbledon em direção ao centro da cidade durante o horário de pico.

A imprensa local reportou informações de testemunhas que disseram que diversas pessoas haviam sofrido queimaduras no rosto. Cerca de duas horas depois da explosão, a polícia confirmou que se tratava de uma ação terrorista.

As 22 pessoas que ficaram feridas foram levadas para o hospital e nenhuma delas parece estar em estado grave. A brigada de incêndio de Londres disse que seis carros de bombeiros, duas unidades de resgate e cerca de 50 funcionários se dirigiram ao local do ataque.

Dispositivo

Um funcionário do departamento de combate ao terrorismo do Reino Unido afirmou que a explosão foi causada por um dispositivo explosivo improvisado. Fotos publicadas nas redes sociais mostram um balde de plástico em chamas que estava em uma bolsa. Ele continha alguns fios e, segundo testemunhas, exalava um cheiro forte.

Uma autoridade ligada ao Ministério de Defesa afirmou à emissora Sky News que o objeto “parece uma panela de pressão em mau funcionamento”. O mesmo veículo disse que o dispositivo não explodiu por completo.

Investigação

A equipe de contraterrorismo da Polícia Metropolitana de Londres lidera a investigação sobre o atentado. Ainda não há detalhes sobre suspeitos que possam estar ligados ao caso. / REUTERS

Mais conteúdo sobre:

terrorismoReino Unidoexplosão