As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Oposição venezuelana ‘desaloja’ imagens de Chávez e Bolívar

Retratos do ex-presidente e do libertador venezuelano ficavam no plenário e nos corredores do Parlamento, dirigido até o começo da semana pelos chavistas

Redação Internacional

07 Janeiro 2016 | 12h38

CARACAS – O novo presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, o opositor Henry Ramos Allup, ordenou na quarta-feira, antes da primeira sessão deliberativa sob sua direção,  que as imagens do ex-presidente Hugo Chávez e do libertador Simón Bolívar, fossem retiradas do plenário e dos corredores da Casa.

Em um vídeo que circulou nas redes sociais na quarta-feira, Ramos Allup aparece ordenando que as imagens sejam removidas da Assembleia. “Não quero ver aqui um quadro que não seja o retrato clássico do Libertador (Simón Bolívar). Não quero ver Chávez ou Maduro. Levem para Miraflores (sede do Executivo) ou se livre de tudo”, diz o opositor na gravação.

Durante o anúncio da reestruturação de seu gabinete de governo na madrugada desta quinta-feira, 7, o presidente Nicolás Maduro demonstrou irritação com a decisão de Ramos Allup e o questionou: “como podem expulsar da Assembleia Nacional, quase a patadas, nosso libertador?”.

Em seguida, o presidente convocou seus apoiadores para protestarem contra a decisão. “Chamo o povo para que se rebele frente a essas expressões fascistas, que se rebele contra a ilegalidade”, disse o líder bolivariano.