Os atentados mais mortíferos no Afeganistão desde 2001
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Os atentados mais mortíferos no Afeganistão desde 2001

Relembre os principais ataques perpetrados pelo Estado Islâmico e pelo Taleban no país, alvo nesta quarta-feira de atentado com caminhão-bomba que deixou ao menos 90 mortos

Redação Internacional

31 Maio 2017 | 16h50

CABUL – O atentado com um caminhão carregado de explosivos em Cabul, nesta quarta-feira, 31, foi um dos mais sangrentos perpetrados na capital do Afeganistão desde a queda do regime Taleban, em 2001.

A explosão deixou ao menos 90 mortos e mais de 400 feridos no bairro diplomático da capital afegão. Veja abaixo uma relação dos atentados mais mortíferos neste país:

Atentado com caminhão-bomba em Cabul deixou dezenas de mortos e centenas de feridos (AFP PHOTO / SHAH MARAI)

Atentado com caminhão-bomba em Cabul deixou dezenas de mortos e centenas de feridos (AFP PHOTO / SHAH MARAI)

– 23 de julho de 2016: dois suicidas atacaram manifestação pacífica da minoria xiita em Cabul causando ao menos 85 mortes. O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindica o massacre, seu primeiro golpe no coração da capital afegã;

– 19 de abril de 2016: um caminhão-bomba é detonado nos arredores de um complexo governamental na capital. O ataque é seguido por um tiroteio. O saldo das ações é de 84 mortos e 350 feridos uma semana depois do início da “ofensiva de primavera” do Taleban;

– 23 de novembro de 2014: ao menos 57 pessoas morreram na explosão de uma bomba carregada por um suicida em uma partida de voleibol na Província de Paktika, perto da fronteira com o Paquistão, onde fica o principal reduto da rede jihadista Haqqani;

– 6 de dezembro de 2011: um suicida mata 80 pessoas em Cabul ao ativar a carga de explosivos que carregava no meio de uma procissão xiita durante a Ashura, uma das festas mais importantes do Islã xiita. Quase simultaneamente, uma bicicleta carregada com explosivos é detonada perto de peregrinos xiitas em Mazar-i-Sharif, uma grande cidade ao norte do país, deixando quatro mortos;

– 7 de julho de 2008: a embaixada da Índia em Cabul foi alvo de um ataque suicida com um carro-bomba. O atentado deixa 60 mortos, incluindo dois diplomatas e dois guardas indianos;

– 17 de fevereiro de 2008: Cerca de 140 pessoas, incluindo mais de 50 policiais, morrem em Kandahar, no sul do país, em um ataque contra uma multidão que assistia uma “rinha” de cachorros. O Taleban nega participação no ataque;

– 6 de novembro de 2007: 79 pessoas, entre elas 59 crianças e 6 parlamentares, são alvo de um atentado suicida em uma fábrica de açúcar na Província de Baghlan, ao norte de Cabul. / AFP

Mais conteúdo sobre:

AfeganistãoEstado IslâmicoTaleban