As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Os celulares e os sequestros na Colômbia

Cristiano Dias

17 de dezembro de 2009 | 20h28

De acordo com uma pesquisa divulgada pelos professores Santiago Montenegro e Álvaro Pedraza, da Universidade de los Andes, de Bogotá, o aumento da cobertura da rede de telefonia celular na Colômbia está diretamente ligado à diminuição dos sequestros no país. Os dois partiram do princípio de que a queda no índice começou dois anos antes de o presidente Álvaro Uribe assumir o poder. Desconfiados, pesquisaram fatores que, além da política repressiva do presidente colombiano, pudessem explicar o fenômeno. Debruçados sobre dados estatísticos de várias regiões colombianas, chegaram à conclusão de que a ampliação do uso e da cobertura permitiu que vítimas e testemunhas entrassem em contato mais facilmente com a polícia, transformando o sequestro em uma atividade de maior risco para a guerrilha. (The Economist)

Tudo o que sabemos sobre:

Colômbiasequestros

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.