Os passaportes falsos contra o Hamas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Os passaportes falsos contra o Hamas

Paula Carvalho

17 de fevereiro de 2010 | 07h00

Foto: AP

Foto: AP

A polícia de Dubai divulgou ontem fotos e informações sobre os 11 supostos integrantes do grupo que assassinou Mahmoud al-Mabhouh, líder do Hamas encontrado morto no emirado árabe no dia 20. Os assassinos teriam usado passaportes europeus, além de perucas e barbas postiças para entrar no país.

De acordo com informações da BBC, seis integrantes do grupo tinham passaportes britânicos; três levavam passaportes irlandeses; um usava passaporte alemão e outro tinha um passaporte francês.

O britânico Melvim Adam Mildiner, cujo nome é o mesmo de um dos suspeitos, afirmou à agência de notícias Reuters que está preocupado com o incidente. Mildiner, que mora em Israel e garante nunca ter visitado Dubai, agora busca descobrir como limpar seu nome.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.