Os terremotos mais mortíferos na Itália desde o início do século 20
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Os terremotos mais mortíferos na Itália desde o início do século 20

Cerca de 120 mil pessoas perderam suas vidas nos tremores mais devastadores que atingiram o país europeu nos últimos 115 anos

Redação Internacional

24 Agosto 2016 | 10h38

Um forte terremoto de 6,2 graus na escala Richter atingiu a região central da Itália nesta quarta-feira, 24, e matou dezenas pessoas. Relembre os tremores mais mortíferos que atingiram o país desde o início do século 20:

– 28 de Dezembro de 1908
O terremoto mais mortífero registrado na Itália desde o início do século 20 deixou mais 82 mil vítimas e alcançou 7,2 graus na escala Richter. O tremor reduzir a segunda maior cidade da Sicília, Messina, a escombros

Equipes de resgate tentam retirar vítimas dos escombros na cidade de Pescara del Tronto, na região central da Itália

Equipes de resgate tentam retirar vítimas dos escombros na cidade de Pescara del Tronto, na região central da Itália

– 13 de janeiro de 1915
Cerca de 32,6 mil pessoas morreram no terremoto de 7 graus na escala Richter que atingiu a cidade de Avezzano, na região central da Itália

– 23 de novembro de 1980
Um terremoto de 6,5 graus na escala Richter deixou 2.735 mortos e mais de 7,5 mil feridos. Apesar de o epicentro do tremor ter ocorrido em Eboli, a maior parte dos danos foi registrada nos arredores de Nápoles

– 27 de julho de 1930
Tremor de 6,5 graus na escala Richter na região de Irpinia, no sudeste da Itália, mata 1,4 mil pessoas

– 6 de maio de 1976
Outro abalo de 6,5 graus na escala Richter na região de Friuli, no nordeste do país, deixa 976 mortos e cerca de 70 mil desabrigados

– 6 de abril de 2009
Um forte terremoto atinge a região de Abruzzo, a leste de Roma. O tremor mata mais de 300 pessoas e destrói a cidade histórica de L’Aquila, construída no século 13

Mais conteúdo sobre:

Itáliaterremoto