As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Papa homenageia legado de Mandela

Redação Internacional

06 de dezembro de 2013 | 11h31

[galeria id=8642]
O papa Francisco fez um tributo nesta sexta-feira, 6, à luta de Nelson Mandela por uma África do Sul justa e elogiou o compromisso do herói antiapartheid com a não-violência, reconciliação e verdade.

“Eu rezo para que o último exemplo do presidente inspire gerações de sul-africanos para que coloquem a Justiça e o bem comum na frente de suas aspirações políticas”, disse Francis em um telegrama ao presidente sul-africano, Jacob Zuma.

O pontífice elogiou “o firme compromisso demonstrado por Nelson Mandela em promover a dignidade humana de todos os cidadãos da nação e por impulsionar uma nova África do Sul construída sobre as bases firmes da não-violência, reconciliação e verdade”.

A morte, aos 95 anos, do Nobel da Paz e primeiro presidente negro da África do Sul inspirou mensagens de pesar por todo o mundo.

Primeiro presidente negro dos EUA, Barack Obama disse na quinta-feira, 5, que se inspirou nas palavras e nos escritos de Nelson Mandela e não pode imaginar sua própria vida sem considerar o exemplo dado pelo líder sul-africano.

“Minha primeira ação política, a primeira coisa que fiz que envolvia uma nação, uma política pública ou a política foi protestar contra o apartheid”, lembrou Obama em pronunciamento na Casa Branca sobre a morte do líder sul-africano. “Eu sou um dos incontáveis dos milhões que se inspiraram na vida de Nelson Mandela.”

Segundo ele, Mandela foi um dos mais “influentes, corajosos e profundamente bons seres humanos como qual qualquer um de nós poderá conviver nesta Terra”. A existência de outro líder como ele é improvável, falou Obama. Mas o seu exemplo deve continuar a guiar a todos, ponderou.

A presidente Dilma Rousseff divulgou nota de pesar lamentando o falecimento de Nelson Mandela, a quem chamou de “personalidade maior do século 20″. Segundo a presidente, Mandela “conduziu com paixão e inteligência um dos mais importantes processos de emancipação do ser humano da história contemporânea – o fim do apartheid na África do Sul”.  / REUTERS

 

Tudo o que sabemos sobre:

Nelson Mandela

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.