As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Papa # Republicanos

Redação Internacional

22 Setembro 2015 | 07h00

As sete principais questões nas quais o papa Francisco se difere da maioria dos políticos republicanos:

 

1-Defende a abertura à Cuba
Seu pontificado desempenhou um papel central nos bastidores das negociações secretas entre os EUA e Cuba no ano passado.

2-Condena fortemente a reforma da imigração
O papa tem criticado as condições “desumanas” que os imigrantes enfrentam para ir do México para os EUA e incitou a Europa a aceitar mais refugiados sírios.

3-Defende ação agressiva sobre mudanças climáticas
Francisco divulgou uma encíclica de 184 páginas sobre mudanças climáticas, dizendo que os humanos são responsáveis pelo problema.

4-Apoia o acordo sobre o programa nuclear iraniano
Na última semana, o ministro das Relações Exteriores do Vaticano, durante uma conferência em Viena da Agência Internacional de Energia Atômica, afirmou que “a maneira de resolver disputas e dificuldades deveria ser sempre como aquele do diálogo e negociação” (com o Irã).

5-Reconhece o Estado palestino
Em maio, o Vaticano assinou um tratado com os palestinos que foi amplamente criticado por líderes judeus nos EUA e em Israel.

6-Fala sobre desigualdade de renda mais que os candidatos democratas
Antes de se tornar papa, Francisco sempre pregou em favelas; ele afirma que a “desigualdade” é a “raiz do mal social”.

7-Devoto da justiça social, o papa tem cobrado mais assistência para os pobres
“É vital que os líderes de governo e financeiros prestem atenção e abram seus horizontes, trabalhando para garantir que todos os cidadãos tenham trabalho, educação e assistência de saúde dignos.”