As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

PARA ENTENDER: O que diz o relatório da AIEA

Redação Internacional

09 de novembro de 2011 | 07h03

O relatório da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) sobre o Irã, cujos detalhes vazaram na terça-feira, 8, assegura que o regime de Teerã quer desenvolver armas nucleares. Conheça a seguir as alegações do documento.

Veja também:
NA ÍNTEGRA: 


Brasil tende a rejeitar adoção de novas sanções
ESPECIAL: Tambores de guerra no Oriente Médio
ESPECIAL: O programa nuclear do Irã
HOTSITE: A tensão entre Israel e o Irã

INT091120111.jpg

 

As sanções vigentes contra o Irã

Resolução 1.737 (2006). Veta a importação de certos componentes para o programa nuclear iraniano, lista suspeitos e cria um comitê para avaliar a questão.

Resolução 1.747 (2007). Proíbe a exportação de armas iranianas e congela os bens de 28 empresas e de pessoas envolvidas no programa nuclear do país.

Resolução 1.835 (2008). Veta a exportação ao Irã de toda tecnologia nuclear que possa ter fins militares e exorta a
inspeção de navios iranianos.

Resolução 1.929 (2010). Expande as restrições às atividades militares, financeiras e ao livre trânsito de autoridades ligadas a Guarda Revolucionária do Irã e ao programa nuclear iraniano.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.