As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Para entender: sobrinhos de Maduro se apresentam à Justiça americana

Redação Internacional

26 de fevereiro de 2016 | 06h00

A DEA( a agência antidroga do governo americano) prendeu em novembro dois sobrinhos da primeira-dama da Venezuela, Cilia Flores, no Haiti, suspeitos de narcotráfico. Hoje, eles se apresentam perante um juiz federal em Nova York – a primeira etapa do julgamento, na qual devem se declarar culpados ou inocentes.

Franqui Francisco Flores de Freitas e Efrain Antonio Campo Flores foram levados a Nova York no dia da prisão e foram indiciados no dia seguinte por tráfico de cocaína.

Segundo a acusação contra os sobrinhos de Maduro, a dupla participou a partir de outubro de reuniões na Venezuela a respeito de um carregamento de cocaína que estava prestes a ser enviado aos EUA via Honduras.

“A substância controlada que (eles) conspiraram para importar… tinha cinco quilos e mais misturas e substâncias que contêm uma quantidade detectável de cocaína”, diz uma parte da denúncia apresentada à Justiça americana.

Na posse da Assembleia Nacional, em janeiro, um jornalista perguntou à primeira-dama – que se elegeu parlamentar – sobre os “narcossobrinhos”. Ele foi proibido de frequentar o Legislativo depois disso.

Tendências: