Para lembrar: Exército Zapatista de Libertação Nacional em Chiapas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Para lembrar: Exército Zapatista de Libertação Nacional em Chiapas

Grupo guerrilheiro mexicano surgiu no Estado que será visitado pelo papa Francisco nesta segunda-feira

Redação Internacional

15 de fevereiro de 2016 | 09h46

O Exército Zapatista de Libertação Nacional (EZLN) é uma guerrilha pós-marxista mexicana de caráter político-militar e composição de maioria indígena que surgiu no Estado mexicano de Chiapas – que será visitado pelo papa Francisco nesta segunda-feira, 15 – em 1.º de janeiro de 1994, durante o governo de Carlos Salinas de Gortari, sob o lema ‘Ya basta’ (Já basta), para contestar o sistema político.

Foto: Carlos Garcia Rawlins / Reuters

Foto: Carlos Garcia Rawlins / Reuters

 

Na ocasião, um grupo de indígenas encapuzados e armados atacaram e ocuparam várias instituições municipais. No mesmo dia, entrava em vigor o Tratado de Livre Comércio da América do Norte.

Os combates entre militares e o EZLN – batizado em homenagem ao revolucionário Emilio Zapatea -, duraram 12 dias e deixaram 145 mortos. O bispo católico romano Samuel Ruiz, morto em 2011, ficou conhecido por ter feito esforços de mediação entre os insurgentes do EZLN e o governo na década de 1990.

Atualmente, o EZLN continua instalado em Chiapas. Em 2008, centenas de indígenas identificados como bases de apoio da guerrilha anunciaram que passariam a receber apoio do governo mexicano e encerrariam dez anos de resistência civil.  /AP e EFE

Tendências: