As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Passageiros de navio naufragado na Coreia do Sul enviaram mensagens a parentes

Redação Internacional

17 de abril de 2014 | 17h28

Passageiros do navio que naufragou na costa da Coreia do Sul trocaram mensagens de texto pelo celular com parentes e amigos logo após ouvirem um forte estrondo e a embarcação começar a tombar. Dos 475 passageiros, 325 eram alunos do ensino médio de um instituto de Ansan.

Até o momento, 25 mortes foram confirmadas e 300 pessoas continuam desaparecidas. Ainda não se sabe a causa do acidente.

“Pai, não se preocupe. Eu tenho um colete salva-vidas e estamos todos juntos”, escreveu a estudante Shin, de 18 anos. O pai então respondeu: “Eu sei que o resgate está a caminho mas tente sair daí se conseguir.”

“Pai, eu não consigo andar. O corredor está cheio de crianças e o navio está muito inclinado”, respondeu Shin. A estudante estava na lista de desaparecidos e ainda não se sabe se foi resgatada.

Em outro caso, o estudante que enviou a mensagem foi resgatado e encontrou a família após o naufrágio. A mensagem que ele enviou: “Mãe, estou lhe enviando isso porque tenho medo de não poder dizer isso depois. Eu te amo”. A mãe então respondeu: “Por que? Eu estava me perguntando por que você não estava checando as mensagens.”

O irmão de Woong Gi, que está entre os desaparecidos, também enviou mensagens. “Fique calmo, não entre em pânico, fique atento e faça como eles disserem”, dizia o primeiro SMS. Seis minutos depois, ele enviou outra: “Quando o serviço de dados funcionar, entre em contato comigo de novo.”

Alguns pais conseguiram ficar em contato com os filhos pelo celular, até o sinal acabar. Park Yu-Shin disse à agência AFP que a última coisa dita pela filha, que está entre os desaparecidos, antes de a ligação cair foi ter avistado um helicóptero. “Ela estava me dizendo: ‘nós estamos vestindo coletes salva-vidas. Eles estão nos dizendo para esperar e ficar firme, então estamos esperando. Consigo ver um helicóptero’.”/ NYT

Veja outra descrição, em inglês, de mensagens trocadas entre um estudante e sua mãe:

Outro vídeo, de uma passageira que foi resgatada, mostra momentos dentro do navio, quando as pessoas estavam vestindo coletes salva-vidas e a embarcação começava a tombar. A autenticidade do vídeo não foi confirmada, mas reportagem da CNN diz que a data da gravação era do dia e horário do naufrágio. Assista:

Tudo o que sabemos sobre:

Coreia do Sulnaufrágio

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.