As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Presidente argentina ‘vira’ boneco de pano

Redação Internacional

03 de julho de 2012 | 17h58

‘Cristinita’ vem com bolsinha Louis Vuitton, enquanto Nestor Kirchner tem asinhas de anjo

Por Ariel Palacios, correspondente em Buenos Aires

BUENOS AIRES – Além de uma Cristina Kirchner de carne e osso, os argentinos poderão ter agora uma versão de pano e estopa, a “Cristinita”. A presidente argentina apresentou nesta terça-feira, 3, sua versão inanimada durante um discurso na Casa Rosada sobre os avanços da igualdade no país.

A bonequinha é produzida por um empresário privado local e vendido por 65 pesos (pouco mais de 14 dólares) na internet e na loja do Museu Bicentenário, localizado nos fundos do palácio presidencial. Entre as várias versões de “Cristinita”, uma delas exibe a presidente com sua inexorável bolsa Louis Vuitton. Em outras, aparece com a faixa presidencial.

[galeria id=3579]

Time de bonecos. O bonequinho do marido de Cristina, o ex-presidente Néstor Kirchner (2003-2007), morto em 2010 por um fulminante ataque cardíaco, tem um fúnebre toque especial. “Ele tem asinhas (de anjo)… é um sonho!”, exclamou Cristina ao apresentar a “réplica”.

Além de Cristina e Néstor Kirchner, estão à venda bonequinhos representando os líderes da Venezuela, Hugo Chávez, na versão com a boina vermelha, e do Brasil, Dilma Rousseff, sorrindo e usando uma saia vermelha. O ex-presidente Lula ganhou uma versão com camisa verde-amarela. Também estão na galeria dos líderes de pano Fidel Castro (Cuba), Evo Morales (Bolívia) e José Mujica (Uruguai).

Outros ex-presidentes argentinos também estão no conjunto, como Juan Domingo Perón, já morto, Carlos Menem e Fernando De la Rúa. No entanto, não existe um bonequinho do ex-presidente Eduardo Duhalde (2002-2003), ex-padrinho político de Nestor Kirchner e atual inimigo da presidente Cristina. Os bonecos medem entre 30 e 35 centímetros.

Kit vodu. Durante a apresentação, um dos principais assessores de Cristina, Carlos Zanini, afirmou sorrindo, ao ver a boneca da presidente: “Só falta a vassoura!” Em resposta, a presidente olhou o secretário, cérebro jurídico do casal Kirchner há mais de 20 anos, e disparou: “Está me chamando de bruxa?”

Em dezembro passado, outro empresário lançou um bonequinho, representando o vice-presidente Amado Boudou. Nesta versão, denominada ironicamente de “Amado Vodu”, o boneco era acompanhado de um kit de alfinetes, destinados a realizar um ritual de vodu no vice. Segundo os fabricantes, entretanto, servem “somente para espetar bons pensamentos”.