As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Preso hacker francês que invadiu o Twitter de Obama

Cristiano Dias

25 de março de 2010 | 21h38

Ele está desempregado e nem é lá um grande expert em computadores. O hacker francês François Cousteix, 25 anos, preso na quarta-feira sob a acusação de se infiltrar no Twitter e bisbilhotar as contas do presidente dos EUA, Barack Obama, e de outras celebridades, como Britney Spears e Lily Allen, disse ontem que não queria fazer mal a ninguém.

“Eu sou um hacker bonzinho”, afirmou Cousteix à rede de TV France 3. O hacker foi liberado ontem pela polícia francesa. Durante o interrogatório. Cousteix disse que seu objetivo era só alertar os internautas a respeito da segurança das informações na rede.

“Ele não é um gênio da informática, mas tem um talento incrível para seguir rastros de qualquer informação da rede”, disse ao diário francês Le Parisien um dos membros da equipe do FBI. Os investigadores foram surpreendidos, já que acreditavam que encontrariam uma organização criminosa por trás das invasões, não um jovem hacker.

Tudo o que sabemos sobre:

hackerObamaTwitter

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.