Programa de comediante americano exibe quadro produzido inteiramente no México
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Programa de comediante americano exibe quadro produzido inteiramente no México

Conan O’Brien cumpriu a promessa de que era possível cruzar a fronteira e produzir um produto que fizesse muito sucesso nos EUA; atração vai ao ar esta noite

Redação Internacional

01 de março de 2017 | 12h12

O comediante americano Conan O’Brien cruzou a fronteira com o México para demonstrar ao presidente Donald Trump que pode fazer um produto mexicano ser consumido com sucesso nos EUA. Segundo o jornal El País, ele fará história nesta quarta-feira, 1.º, quando for exibido “Conan without borders: made in Mexico” (“Conan sem fronteiras: feito no México”), primeiro programa americano produzido inteiramente no território mexicano.

O quadro, que normalmente tem duração de 10 minutos e centra-se em criticar alguns atores e políticos americanos com certa acidez, será dessa vez focado em uma série de piadas feitas em linguagem simples e com direito ao apresentador falando todo o tempo em espanhol.

Donald Trump assina decretos em seu primeiro dia na Casa Branca (AFP PHOTO / JIM WATSON)

Donald Trump assina decretos em seu primeiro dia na Casa Branca (AFP PHOTO / JIM WATSON)

O’Brien captou durante uma semana os olhares dos habitantes da Cidade do México. Ele chegou a se vestir de lutador para subir em um ringue de luta livre e a se transformar em um galã de novela. De acordo com o El País, a comédia é marcada pelo bom humor dos mexicanos, apesar dos clichês.

A produção começou depois que a emissora TBS pediu ajuda à Univision para elaborar um programa no qual tanto a equipe quanto o público fossem mexicanos. O canal com sede em Miami ofereceu ajuda de seu sócio mexicano, a Televisa, que abriu as portas de seus estúdios no sul da Cidade do México para as gravações.

Os programas de O’Brien, assim como qualquer outra atração americana do tipo, só podem ser vistos no México por meio do YouTube, algumas horas após a exibição original nos EUA. Segundo o Instituto Mexicano para a Competitividade, em 2015 somente 5% dos mexicanos falavam e entendiam inglês. Rir no México com as piadas do comediante não é tarefa fácil, já que quando fala em espanhol, os mexicanos têm muita dificuldade para entender em razão do sotaque americano.