As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Próximas etapas do acordo

Redação Internacional

15 de julho de 2015 | 20h33

Poderá levar meses até que o acordo nuclear com os iranianos comece a vigorar, pois vários passos precisam ser dados primeiro:

Votação nos EUA
O Congresso americano terá dois meses para rever o acordo assinado na terça-feira, além de mais 22 dias para votação, possível veto presidencial – caso o acordo seja rejeitado – e outra votação sobre o veto. Seriam necessários 67 votos no Senado para derrubar o veto

Parlamento do Irã
O Parlamento iraniano também estudará o acordo e emitirá seu veredicto, mas não há um prazo estabelecido

Conselho de Segurança
Se for aprovado, o acordo será enviado em forma de resolução ao Conselho de Segurança das Nações Unidas, que também levantará as sanções contra o Irã se o país adotar todos os passos acertados durante as negociações com o chamado P5+1 para reduzir sua infraestrutura nuclear e seu estoque de urânio enriquecido

Redução de programa
O governo do Irã começará a desconectar suas centrífugas, remover os núcleos de seus reatores de água pesada e reduzir seu estoque de urânio enriquecido. A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) monitorará todos os passos.

Redução de sanções
Aos mesmo tempo, os Estados Unidos reduzirão as sanções financeiras e econômicas e a União Europeia votará o levantamento das sanções. As duas medidas dependem de a AIEA confirmar que o Irã está cumprindo sua parte no trato

Fim das sanções
Em um passo final, que possivelmente ocorrerá somente no fim do ano, as sanções contra o Irã serão totalmente levantadas

Inspeções contínuas
Um programa de inspeções contínuas do reduzido programa nuclear iraniano será aplicado pelos investigadores da AIEA