Putin faz 62 anos e recebe homenagens
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Putin faz 62 anos e recebe homenagens

Presidente russo optou por comemorar de maneira discreta, mas partidários usaram arte e música para celebrar a data

Redação Internacional

07 de outubro de 2014 | 16h34

MOSCOU – Para um homem que abraçou um urso polar, voou ao lado das grandes garças e acertou um tigre com um dardo tranquilizante, Vladimir Putin comemorou o aniversário de 62 anos de maneira surpreendentemente discreta nesta terça-feira, 7.

Pela primeira vez em anos, o presidente russo tirou o dia de folga em seu aniversário e se retirou para a taiga siberiana para realizar uma comemoração particular. Diante de uma economia abalada pelas sanções impostas em retaliação pela crise na Ucrânia, o rublo em declínio e as relações com o Ocidente em baixa, o presidente russo pode ter achado que uma festança não seria adequada.

Se foi isso, seus admiradores não entenderam o recado. Os partidários de Putin usaram a arte, a música e o humor para homenagear o homem que veem praticamente como salvador da Rússia. “Feliz aniversário, presidente da Rússia!”, entoaram crianças em um vídeo meloso na cidade-natal de Putin, São Petersburgo, publicado na Internet.

Foto: Alexander Demianchuk / Reuters

“Sua vida é como uma centena de marcos cruciais para nosso país”, cantaram as crianças em uma sala de aula com um mapa do território russo na parede. Em certo momento, uma imagem do alto mostra as crianças juntas no formato de um coração.

Um fã homenageou Putin montando uma pequena exposição em Moscou na segunda-feira, na qual o exibiu como o herói grego Hércules e seus lendários 12 trabalhos, atualizados com problemas modernos como o terrorismo.

Uma faixa bem humorada foi desenrolada de uma ponte moscovita mostrando o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, vestindo uma camiseta com votos de feliz aniversário a Putin.

Foto: Reuters

Desde que ascendeu ao poder em 2000, algumas vezes Putin comemorou seus aniversários com banquetes ou passou o dia reunido com líderes políticos e celebridades do meio cultural.

Mas, anunciando o que foi descrito como o primeiro dia de folga em seu aniversário no exercício de um cargo, o porta-voz de Putin declarou à agência de notícias Interfax que ele iria passar o dia “em algum lugar a 300-400 quilômetros do assentamento mais próximo”.

A popularidade do presidente, que tem mais de 80% de aprovação segundo o instituto de pesquisa independente Levada, aumentou após a anexação da Crimeia e se manteve alta desde então. Mas também aumentaram as críticas em razão da situação econômica e as denúncias de retrocesso na democracia e perseguição a adversários.

Não há ameaça a seu poder no futuro próximo, já que os líderes das manifestações de 2011 e 2012 não conseguem angariar apoio e alguns deles estão na cadeia ou em prisão domiciliar. 

Em Grozny, na Rússia, milhares de pessoas se vestiram com as cores da bandeira russa e saíram às ruas para homenagear Putin. (Assista ao vídeo abaixo)  /  REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:

RússiaVladimir Putin

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.