As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Reações: o que disseram os líderes mundiais sobre o acordo com o Irã

Maior parte de presidentes, primeiro-ministros e chanceleres se manifestaram a favor do acordo entre Teerã e o P5+1; premiê de Israel é a principal voz contrária ao acordo

Redação Internacional

14 de julho de 2015 | 13h00

A FAVOR

“Deixei claro ao povo iraniano que sempre estaremos abertos para nos relacionar com base nos interesses comuns e no respeito mútuo. Nossas diferenças são reais e a difícil história entre nossos países não pode ser ignorada. Mas é possível mudar”

“Este acordo oferece uma oportunidade de avançar em novas direções. Deveríamos aproveitá-la. O caminho da violência e da ideologia rígida, uma política externa baseada em ameaças, isso é um beco sem saída”, comentou Obama em referência ao Irã.
Barack Obama, presidente dos Estados Unidos

“O acordo iraniano mostra trabalhos de engajamento construtivo. Com esta crise desnecessária resolvida, novos horizontes aparecem com um foco em desafios compartilhados”

“Se o acordo iraniano for uma vitória da diplomacia e do respeito mútuo sobre um paradigma ultrapassado de exclusão e coerção, isto será um bom começo”
Hassan Rohani, presidente do Irã

“Após uma persistente diplomacia e duras sanções, a comunidade internacional conseguiu um acordo histórico com o Irã, um pacto que garante nosso objetivo fundamental de evitar que o Irã desenvolva uma arma nuclear e que contribuirá para fazer do mundo um lugar mais seguro”, analisou.
David Cameron, primeiro-ministro da Grã-Bretanha

“O mundo agora pode respirar um pouco de alívio. Apesar de tentativas de justificar cenários com base na força, os negociadores fizeram uma escolha firme em favor da estabilidade e cooperação”
Vladimir Putin, presidente da Rússia

“(O acordo) descarta de forma segura e verificável que Teerã consiga desenvolver armas atômicas em um futuro previsível. Tudo que foi acordado será supervisionado ininterruptamente”
Frank-Walter Steinmeier, ministro das Relações Exteriores da Alemanha

“É uma grande honra para nós anunciar que chegamos a um acordo sobre a questão do programa nuclear iraniano. Este é um dia histórico… porque criamos as condições para construir confiança e abrir um novo capítulo em nosso relacionamento”
Federica Mogherini, chefe de política externa da União Europeia

“A Santa Sé considera positivo o acordo sobre o programa nuclear iraniano. Trata-se de um resultado importante das negociações realizadas até a presente data, mas que requer a continuação do esforço e do compromisso de todos para que dê frutos. Esperamos que esses frutos não se limitem ao âmbito nuclear e sim que se estendam a outros setores”
Federico Lombardi, porta-voz do Vaticano.

“Isto é uma prova do valor do diálogo. Espero – e de fato acredito – que este acordo dará lugar a uma maior compreensão mútua e à cooperação em muitos dos graves desafios de segurança que existem no Oriente Médio”
Ban Ki-moon, secretário-geral das Nações Unidas

 

CONTRA

“O Irã vai receber um prêmio acumulado de loteria, uma bonança de centenas de bilhões de dólares em dinheiro, o que lhe permitirá continuar a exercer a sua agressão e terror na região e no mundo. O Irã vai receber um caminho seguro para armas nucleares”
Binyamin Netanyahu, primeiro-ministro israelense

“Ao invés de tentar deter a proliferação de armas nucleares no Oriente Médio, este acordo provavelmente disparará a corrida pelas armas nucleares no mundo”
John Boehner, republicano presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos

Tudo o que sabemos sobre:

acordo nuclearIrãP5+1