Relembre a troca de farpas entre Trump e Kim
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Relembre a troca de farpas entre Trump e Kim

Após meses de escalada nas tensões entre EUA e Coreia do Norte, autoridades disseram que os dois presidentes se reunirão para discutir a questão nuclear; relembre algumas ameaças feitas por eles

Redação Internacional

09 Março 2018 | 15h48

O presidente dos EUA, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, que aceitaram se reunir para discutir o programa nuclear de Pyongyang, têm um histórico de troca de farpas. Após meses de escalada nas tensões entre eles, autoridades fizeram o anúncio do histórico evento na quinta-feira 8.

+ As perguntas que surgem após anúncio do encontro de Trump e Kim

+ Cronologia: Mais de 70 anos de tensão entre EUA e Coreia do Norte

Kim Jong-un e Donald Trump trocaram insultos ao longo do último ano (Foto: AFP PHOTO/KCNA VIA KNS)

Kim Jong-un e Donald Trump trocaram insultos ao longo dos últimos anos (Foto: AFP PHOTO/KCNA VIA KNS)

Kim convidou Trump para discutir a questão nuclear, e o americano aceitou. Os dois líderes têm trocado insultos ao longo dos últimos anos. Relembre abaixo alguns desses momentos.

+ Presidente chinês pede a Trump que dialogue o quanto antes com Coreia do Norte

+ Japão atribui interesse norte-coreano em dialogar com EUA a sanções

7 de maio de 2014: “Último lugar na Terra que eu quero ir”

“O maluco do Dennis Rodman está dizendo que eu queria ir à Coreia do Norte com ele. Isso nunca foi discutido, não tenho interesse, é o último lugar na Terra que quero ir.”

Trump em um tuíte mais de um ano depois que o jogador de basquete viajou à Coreia do Norte e assistiu a um jogo de basquete com Kim.

16 de setembro de 2015: “Louco sentado lá”

“E ninguém nunca mencionou a Coreia do Norte, onde há aquele louco sentado lá e ele tem mesmo armas nucleares. É melhor alguém começar a pensar sobre a Coreia do Norte e talvez alguns outros países.”

Trump em um debate entre candidatos republicanos.

10 de fevereiro de 2016: “Não deve ser subestimado”

“Esse homem é mau e não deve ser subestimado.”

Trump sobre Kim no programa “This Morning” da emissora CBS durante a campanha presidencial.

3 de julho de 2017: “Esse homem tem algo melhor para fazer da vida?”

“A Coreia do Norte acabou de lançar outro míssil. Esse homem tem algo melhor para fazer da vida?”

Trump em um tuíte ridicularizando Kim.

8 de agosto de 2017: “Enfrentarão fogo e fúria”

“É melhor a Coreia do Norte não fazer mais ameaças aos EUA. Enfrentarão fogo e fúria como o mundo nunca viu.”

Trump a repórteres em seu clube de golfe em New Jersey.

16 de agosto de 2017: Decisão “muito sábia”

“Kim Jong-un da Coreia do Norte tomou uma decisão muito sábia e bem fundamentada. A alternativa seria catastrófica e inaceitável.”

Trump em um tuíte sobre a decisão de Kim de não disparar mísseis contra Guam, um território americano.

19 de setembro de 2017: “Homem foguete”

“Os EUA têm muita força e paciência, mas são forçados a se defender ou a defender seus aliados. Não teremos escolha a não ser destruir a Coreia do Norte. O homem foguete está em uma missão suicida.”

Trump em seu primeiro discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas.

22 de setembro de 2017: “Idiota americano mentalmente perturbado”

“Seja o que for que Trump espera, ele enfrentará resultados além de suas expectativas. Definitivamente domei com fogo o idiota americano mentalmente perturbado.”

Kim em resposta a uma ameaça de Trump.

22 de setembro de 2017: “Obviamente um louco”

“Kim Jong-un da Coreia do Norte, que é obviamente um louco que não se importa em deixar seu povo com fome ou matá-lo, será testado como nunca antes.”

Trump em resposta a Kim em um tuíte.

11 de novembro de 2017: “Tentei muito ser amigo dele”

“Por que Kim Jong-un me insultou ao me chamar de ‘velho’, quando eu nunca o chamaria de ‘baixo e gordo’? Bem, tentei muito ser amigo dele. Talvez um dia isso aconteça.”

Trump em um tuíte depois de o governo de Kim chamar o americano de “velho lunático”.

1.º de janeiro de 2018: “Tenho um botão nuclear na mesa”

“Não é uma mera ameaça, mas uma realidade, que eu tenho um botão nuclear na mesa do meu escritório.”

Kim em seu discurso de ano-novo.

2 de janeiro de 2018: “Também tenho um botão nuclear”

“O líder norte-coreano Kim Jong-un acabou de dizer que o ‘botão nuclear está na mesa dele todo o tempo’. Alguém do regime esgotado e faminto dele por favor diga a ele que eu também tenho um botão nuclear, mas é muito maior e mais poderoso, e o meu funciona.”

Trump em um tuíte.

11 de janeiro de 2018: “Uma relação muito boa”

“Eu provavelmente tenho uma boa relação com Kim Jong-un.”

Trump em uma entrevista ao jornal The Wall Street Journal.

25 de fevereiro de 2018: “Disposto a iniciar as conversas”

“O presidente Moon percebeu que o diálogo entre a Coreia do Norte e os EUA precisa ocorrer para melhorar as relações entre sul e norte-coreanos, e encontrar uma solução fundamental para o problema da Península da Coreia. Para isso, as delegações norte-coreanas disseram que o Norte estava disposto a iniciar as conversas com os EUA.”

Kim Eui-kyeom, porta-voz do líder sul-coreano, Moon Jae-in.

26 de fevereiro de 2018: “Também queremos conversar”

“Também queremos conversar, (mas) apenas sob as condições certas.”

Trump na Casa Branca.

6 de março de 2018: “Vontade de desnuclearizar”

“O lado norte-coreano claramente declarou sua vontade de desnuclearizar.”

Uma declaração de enviados sul-coreanos que se encontraram com Kim.

8 de março de 2018: “Reunião está sendo planejada”

“Kim Jong-un falou sobre desnuclearização com os representantes da Coreia do Sul, não apenas sobre o congelamento das operações. Além disso, nenhum míssil será testado pela Coreia do Norte durante esse período. Grande progresso está sendo feito, mas as sanções permanecerão até o acordo ser alcançado. A reunião está sendo planejada.”

Trump em um tuíte depois de as notícias sobre o convite serem divulgadas. / NYT