Tiro de largada em corrida na Bélgica deixa premiê parcialmente surdo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Tiro de largada em corrida na Bélgica deixa premiê parcialmente surdo

Detonação fez com que Charles Michel mudasse sua agenda em razão de uma ‘surdez parcial’, disse o porta-voz

Redação Internacional

30 Maio 2017 | 17h16

BRUXELAS – O primeiro-ministro belga, Charles Michel, foi obrigado a mudar sua agenda nesta terça-feira, 30, depois que o tiro de largada de um evento esportivo no domingo em Bruxelas provocou danos auditivos a ele, indicou seu porta-voz.

A princesa Astrid, irmã do rei belga Philippe, foi encarregada de indicar, com uma pistola de partida, o início de uma corrida de resistência de 20 km na cidade.

A princesa Astrid, irmã do rei belga Philippe, foi encarregada de indicar, com uma pistola de partida, o início de uma corrida de resistência de 20 km em Bruxelas (Foto: AFP PHOTO / LAURIE DIEFFEMBACQ)

A princesa Astrid, irmã do rei belga Philippe, foi encarregada de indicar, com uma pistola de partida, o início de uma corrida de resistência de 20 km em Bruxelas (Foto: AFP PHOTO / LAURIE DIEFFEMBACQ)

Ao seu lado, o rosto de Michel refletia sua surpresa com a detonação, segundo as imagens. Contudo, o chefe do governo belga sofre agora uma “surdez parcial” após o incidente, disse seu porta-voz. Ele explicou que o premiê passou por “um exame aprofundado esta manhã”.

“A partir do meio-dia, continuará sua agenda política normalmente”, depois de uma simples “modificação” de suas atividades, disse o porta-voz, Frédéric Cauderlier.

O primeiro-ministro deveria ter comparecido durante a manhã perante o Parlamento para apresentar um acordo de investimento nacional. / AFP

Mais conteúdo sobre:

BélgicaBruxelasCharles Michel