Trump compartilha meme em que aparece ofuscando Obama
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Trump compartilha meme em que aparece ofuscando Obama

Presidente americano usa conta no Twitter para endossar montagem de usuário na qual aparece bloqueando paulatinamente uma foto de seu antecessor; mensagem foi compartilhada e curtida no microblog dezenas de milhares de vezes

Redação Internacional

24 Agosto 2017 | 15h58

WASHINGTON – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, compartilhou em sua conta no Twitter, nesta quarta-feira, 24, um meme com uma sequência de fotos em que aparece ofuscando seu antecessor, Barack Obama, acompanhadas pela mensagem “o melhor eclipse de todos os tempos”.

A montagem original foi publicada na rede social na manhã desta quarta-feira por Jerry Travone, que se descreve no microblog como um “ator do YouTube e viciado político”, além de “orgulhoso apoiador de Trump” e ativista “contra o liberalismo”.

Até o começo da tarde, a imagem acumulava mais de 17 mil comentários, 15 mil compartilhamentos e 39 mil curtidas. Trump compartilhou a montagem após observar na segunda-feira o eclipse solar total, que cruzou o país de costa a costa.

O tuíte do governante foi postado em meio a uma onda de reprovações a ele, após seus controvertidos comentários sobre a supremacia branca. Trump acusou os “dois grupos” – antirracistas e neonazistas – dos incidentes violentos ocorridos em Charlottesville, na Virgínia, há mais de uma semana e onde uma jovem morreu ao ser atropelada por um neonazista.

Em julho, Trump já havia sido duramente criticado depois de compartilhar na mesma rede social uma montagem em vídeo contra a rede CNN. Na sequência de imagens, ele próprio aparece surrando um indivíduo cuja cabeça foi substituída, pela logomarca da emissora. O conteúdo surgiu inicialmente em um perfil racista no microblog.

Além disso, pesquisa divulgada janeiro pela Universidade de Quinnipiac, em Connecticut, revelou que 64% dos eleitores dos Estados Unidos desejavam que Trump deixasse de usar sua conta no Twitter. Este porcentual subia até 71% entre os indagados entre 18 e 34 anos. E apenas 32% dos entrevistados – 26% entre os mais jovens – tinham uma imagem positiva dos seguidores do presidente nessa rede social. / COM EFE

Mais conteúdo sobre:

EUADonald TrumpTwitter