Trump critica clipe no qual é baleado por Snoop Dogg; veja vídeo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Trump critica clipe no qual é baleado por Snoop Dogg; veja vídeo

Música Lavender, lançada pelo rapper nesta semana, mostra atores maquiados como palhaços sinistros; um deles, que retrata o presidente americano, é detido e baleado pelo músico

Redação Internacional

15 de março de 2017 | 08h34

WASHINGTON – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, criticou nesta quarta-feira, 15, o clipe lançado nesta semana pelo rapper americano Snoop Dogg no qual o músico aparece atirando no líder republicano (veja abaixo).

“Imaginem a quantidade de protestos se @SnoopDogg, com sua carreira fracassada, tivesse apontado uma arma e atirado no presidente Obama? Prisão na certa!”, escreveu Trump em sua conta pessoal no Twitter.

Além do próprio Trump, Snoop Dogg recebeu uma avalanche de críticas pelo vídeo. “Sinto como se houvesse muita gente fazendo discos ‘cools’, se divertindo, indo a festas, mas ninguém está lidando com o verdadeiro problema que é esse… um palhaço como presidente”, declarou o músico à revista Billboard.

A maioria dos atores que aparece no videoclipe “Lavender”, lançado na segunda-feira, está maquiado como um palhaço sinistro. Um deles retrata Trump, com seu característico cabelo loiro, pele bronzeada e uma longa gravata vermelha, em frente a um escritório que se assemelha ao gabinete presidencial da Casa Branca, chamada de “Casa do Palhaço” (“The Clown House”).

Identificado no clipe como Ronald Klump, o palhaço levanta as mãos como se fosse detido por Snoop Dogg, que dispara o tiro de uma arma por onde sai uma bandeirinha vermelha escrita “Bang”, recordando a estética dos quadrinhos.

Snoop Dogg foi criticado por atirar em ator que representava o presidente Donald Trump em seu novo clipe (Reprodução/YouTube)

Snoop Dogg foi criticado por atirar em ator que representava o presidente Donald Trump em seu novo clipe (Reprodução/YouTube)

O senador americano Marco Rubio, um dos poucos membros do Partido Republicano assumidamente fã de hip-hop, criticou o vídeo dizendo que “presidentes foram assassinados neste país no passado”.

“Se isto for visto pela pessoa errada e [ela] ficar com essa ideia ruim, poderemos ter um problema real. Não sei o que Snoop estava pensando”, disse o senador da Flórida ao site de celebridades TMZ.
Vários meios de comunicação conservadores criticaram o videoclipe.

Adaptado de uma música instrumental do grupo canadense BadBadNotGood, “Lavender” evoca também os abusos policiais contra os negros. / AFP

Tudo o que sabemos sobre:

Donald TrumpSnoop Dogg