As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Tuíte mal interpretado do Exército de Israel eleva o preço do petróleo nas bolsas de valor

Redação Internacional

10 de outubro de 2013 | 17h14

Uma postagem na conta oficial das Forças de Defesa de Israel (IDF, em inglês) no Twitter, na manhã desta quinta-feira, 10, fez o preço do barril de petróleo subir mais de 1 dólar em razão de uma interpretação incorreta de operadores nas bolsas de valor.

O tuíte (veja abaixo) dizia “10 de Out. #YomKippur73: Força Aérea de Israel bombardeia aeroportos na Síria para evitar que armamento soviético chegue ao Exército Sírio” e apresentava um link para uma postagem no blog oficial da IDF.

 

Não é preciso abrir o link da postagem para perceber que se tratava de uma referência ao histórico conflito, como outros tuítes da conta da IDF em datas-chave da guerra. Ainda assim – e apesar da presença da hashtag #YomKippur73 e de uma referência a extinta União Soviética -, operadores nas bolsas de valores acharam que se tratava de um ataque em tempo real e, segundo a Reuters, passaram a comprar mais petróleo para evitar um possível aumento no preço. Esse movimento causou um pico no preço real do petróleo, que elevou o custo do barril de 110,40 dólares para US$ 115,50 dólares.

“Embora os operadores tenham percebido rapidamente a natureza histórica do Tweet, o preço do petróleo mantive seu ganho”, afirma a matéria de Reuters. E, de fato, o barril do petróleo fechou esta quinta-feira cotado em US$ 111,74, o preço mais alto do mês.

O mês de outubro marca o 40º aniversário da Guerra de Outubro, também conhecida como Guerra de Yom Kippur, em Israel, ou Guerra do Ramadã, no países árabes, na qual o Egito e a Síria realizaram um ataque surpresa contra Israel, mas acabaram derrotados.

A guerra também levou os Estados Unidos a intermediar acordos de paz entre Israel e Egito que incluíram entre as condições o pagamento de US$ 1 bilhão por ano dos EUA ao Egito em forma de ajuda militar. Nessa semana, Washington anunciou a suspensão desse auxílio para pressionar o atual governo militar do Cairo.

Tudo o que sabemos sobre:

petróleoTwitterYom Kippur

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.