Ucrânia diz ter atacado blindados russos que cruzaram fronteira
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ucrânia diz ter atacado blindados russos que cruzaram fronteira

Chancelaria russa informou que tropas ucranianas estão em "intenso combate" no leste do país impedindo o avanço de ajuda humanitária

Redação Internacional

15 de agosto de 2014 | 12h16

KIEV- O Exército da Ucrânia afirmou nesta sexta-feira, 15, que tropas do país perseguiram uma coluna de blindados russos que atravessaram a fronteira entre os dois países. Segundo um porta-voz militar, as forças ucranianas atacaram a coluna russa e “parte dela não existe mais”.

A chancelaria russa informou que tropas ucranianas estão em “intenso combate” no leste do país impedindo o avanço de ajuda humanitária.  “Chamamos a atenção para a aguda intensificação de ações militares ucranianas com o motivo aparente de interromper o avanço, acordado com Kiev, de um comboio humanitário através da fronteira da Rússia com a Ucrânia”, disse a chancelaria por meio de nota.

Pouco depois da confirmação do ataque aos blindados, a Grã-Bretanha convocou o embaixador russo em Londres para prestar esclarecimentos sobre o episódio.

A União Europeia afirmou que a Rússia deve “interromper imediatamente” qualquer ação hostil na fronteira com a Ucrânia. Ministros de Relações Exteriores estavam reunidos em Bruxelas para discutir as crise na Ucrânia e no Iraque e pediram que Moscou “retire suas forças da fronteira”.

Um comboio de 280 caminhões russos levou a ajuda até a fronteira, em uma operação que despertou a suspeita de Kiev de que pudesse ser um disfarce para uma operação militar russa na Ucrânia.Guardas de fronteira e da alfândega tinham prometido inspecionar as cargas.

A ajuda é destinada ao leste da Ucrânia, onde um confronto entre forças do governo e separatistas pró-Rússia provocou uma crise humanitária. (Veja imagens do comboio)

Otan. Mais cedo, o secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen, disse  que uma “incursão russa” dentro da Ucrânia tinha ocorrido durante a noite, mas não chegou a caracterizar o ocorrido como uma invasão. Repórteres  também disseram ter visto veículos militares russos atravessando a fronteira da Ucrânia.

“Na noite passada nós vimos uma incursão russa, uma travessia da fronteira ucraniana”, disse ele a repórteres após encontro com o ministro da Defesa da Dinamarca. “Isso apenas confirma o fato de que vemos um fluxo contínuo de armas e combatentes da Rússia para o leste da Ucrânia e é uma clara demonstração do contínuo envolvimento russo na desestabilização do leste da Ucrânia.”   / REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:

crise na UcrâniaUcrânia; Rússia