Último quadro pintado por Winston Churchill será leiloado em Londres
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Último quadro pintado por Winston Churchill será leiloado em Londres

Obra mostra o tanque com carpas douradas que ainda existe no jardim da mansão de campo do ex-chefe de governo e tem preço máximo estimado de 80 mil libras (R$ 339 mil)

Redação Internacional

23 Outubro 2017 | 15h31

LONDRES – O último quadro pintado pelo ex-primeiro-ministro do Reino Unido Winston Churchill “The Goldfish Pool at Chartwell”, em 1962, será leiloado em Londres em 21 de novembro, anunciou nesta segunda-feira, 23, a casa Sotheby’s.

Relógio de Churchill que celebra vitória aliada é vendido por US$ 752 mil

A casa de leilões londrina indicou que a obra, que mostra em primeiro plano o tanque com carpas douradas que ainda existe no jardim da mansão de campo do ex-chefe de governo, será oferecido em uma sessão de arte moderna britânica e do pós-guerra, com um preço máximo estimado de 80 mil libras (R$ 339 mil).

Quadro pintado pelo ex-primeiro-ministro do Reino Unido Winston Churchill será leiloado nesta semana (EFE)

Quadro pintado pelo ex-primeiro-ministro do Reino Unido Winston Churchill será leiloado nesta semana (EFE)

Churchill presenteou este quadro, que está sendo exposto em público pela primeira vez, ao seu segurança, o sargento Edmund Murray, que agora decidiu colocá-lo à venda, explicou a Sotheby’s em um comunicado.

A casa de leilões destaca a relevância desta obra por ser a última realizada pelo ex-líder conservador, que se interessou pela pintura aos 40 anos, antes de morrer.

O quadro é importante também porque foi pintado em Chartwell, a residência no condado inglês de Kent que, desde 1922 até seu falecimento em 1965, Churchill compartilhou com sua mulher Clementine e seus filhos, e foi a inspiração de boa parte de sua produção artística.

A Sotheby’s afirmou que os quadros com imagens de Chartwell – uma localidade que atualmente pode ser visitada pelo público – são muito procurados e lembrou que, em 2014, uma dessas pinturas, de 1932, foi arrematada por 1,8 milhão de libras (R$ 7,64 milhões).

Na sessão de 21 de novembro, haverá outra obra do ex-dirigente conservador, uma paisagem do sul da França datada também de 1922, que Churchill deu de presente para Maud Elgie, que foi a babá de seus filhos entre 1919 e 1921.

Esta pintura será oferecida à melhor proposta com um preço máximo estimado de 150 mil libras (R$ 636 mil), indicou a Sotheby’s. / EFE

Mais conteúdo sobre:

Reino UnidoWinston Churchill