As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

URSS deu garantias ao governo brasileiro contra mísseis em Cuba

Redação Internacional

29 de setembro de 2012 | 17h07

Crise dos Mísseis+50

Roberto Simon

Meses antes da crise de outubro de 1962, a URSS deu garantias ao Brasil de que não pretendia levar seu arsenal nuclear a Cuba. O poderoso embaixador soviético em Havana, Sergei Kudryavtsev, foi “muito afirmativo” ao dizer que “a URSS, absolutamente, não deseja ter bases militares em Cuba”, escreveu o emissário brasileiro na ilha, Luiz Bastian Pinto, exatamente nove meses antes de a CIA descobrir os mísseis soviéticos.

Pouco após o fim da crise, o embaixador do Brasil nos EUA, Roberto Campos, disse ter sido informado por “alta fonte soviética” de que a ideia de enviar o arsenal a Cuba fora das “classes armadas” de Moscou.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.