As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Veja a repercussão sobre a morte de Ariel Sharon

Redação Internacional

11 de janeiro de 2014 | 14h04

A morte do ex-primeiro-ministro israelense Ariel Sharon provocou reações de lideranças israelenses, palestinas e da comunidade internacional. Veja o que os principais líderes mundiais falaram sobre a morte de uma das principais personagens do conflito no Oriente Médio:
Binyamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel.
“Foi um guerreiro muito valente que viverá para sempre no coração da nação. O Estado de Israel se curva perante sua morte.”

Mahmud Labadi, líder do comitê internacional da ala palestina Fatah
“Sharon, como qualquer outro líder israelense que cometeu atrocidades contra o povo palestino, não deixa nenhuma simpatia ou compaixão em nossos corações.”


Shimon Peres, presidente de Israel
“O Leão (apelido de Sharon) era um valoroso soldado e um homem de Estado ousado, que contribuiu muito para a segurança e a construção do Estado de Israel”


Salah al-Bardawil, porta-voz do Hamas
“Sharon era um criminoso que causou desgraças ao povo palestino. Rezamos a Alá para que Sharon e todos os dirigentes sionistas que cometeram massacres contra nosso povo vão para o inferno”


Ban Ki-moon, secretário-geral da ONU
“Ao longo de uma vida dedicada ao Estado de Israel, Sharon foi um herói para seu povo, primeiro como soldado depois como estadista”


Angela Merkel, chanceler alemã
“Era um patriota que tomou a corajosa decisão de retirar os colonos israelenses de Gaza, um passo histórico na direção de uma solução de dois Estados”


David Cameron, premiê britânico
“Ele tomou decisões valentes em prol da paz antes de ficar tragicamente incapacitado”

 

Barack Obama, presidente dos EUA
“Os Estados Unidos juntam-se ao povo israelense para honrar o compromisso de Sharon com seu país.”

 

Jack Terpins, presidente do Congresso Judaico Latino-Americano

“Independente da linha política seguida por Sharon, ele participou ativamente da formação do Estado de Israel, um país democrático, e ocupou, ao longo de sua vida, diversos postos em sucessivos governos do país. Devemos nos lembrar daqueles que lutam por seus ideais e auxiliam a consolidar um lugar que hoje é exemplo de acolhimento e democracia.”

Tudo o que sabemos sobre:

Ariel Sharon

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.