As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Veja as reações pelo mundo de políticos e celebridades sobre saída britânica da UE

Por 51,89% dos votos a 48,11%, Reino Unido optou pela saída do bloco europeu em um referendo histórico

Redação Internacional

24 Junho 2016 | 13h14

LONDRES – Em referendo histórico, britânicos votaram pela saída do Reino Unido da União Europeia, que venceu com 51,89% dos votos contra 48,11%. O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou nesta sexta-feira, 24, que deixará o cargo em outubro pois o país precisa de um novo líder para comandar as negociações de saída do bloco europeu.

Veja abaixo as reações desse acontecimento pelo mundo:

“Eu irei fazer tudo que puder como primeiro-ministro para firmar o navio durante as próximas semanas e meses, mas eu não acho que seria certo para mim tentar ser o capitão que orienta nosso país para seu próximo destino.”

“A UE está fracassando, a UE está morrendo.”

Nigel Farage, líder do partido britânico anti-UE Ukip

 

“Podemos encontrar nossa voz no mundo novamente, uma voz que é proporcional à quinta maior economia da Terra.”

“Acredito que temos uma oportunidade gloriosa: podemos aprovar nossas leis e ajustar nossos impostos de acordo com a necessidade da economia do Reino Unido.”

Boris Johnson, um dos líderes do movimento pelo Brexit

 

“A votação britânica é um duro teste para a Europa.”

François Hollande, presidente da França

 

“A Europa irá continuar, mas precisa reagir e redescobrir a confiança de seus povos. Isso é urgente.”

Jean-Marc Ayrault, ministro das Relações Exteriores da França

 

“A vitória pela liberdade! Agora precisamos realizar o mesmo referendo na França e em (outros) países da UE.”

Marine Le Pen, líder do partido francês de extrema-direita Frente Nacional

 

“A notícia vinda do Reino Unido é realmente atordoante. Parece um dia triste para a Europa e o Reino Unido.”

Frank-Walter Steinmeier, ministro das Relações Exteriores da Alemanha

 

“Eu esperava um resultado diferente. Agora precisamos olhar para a frente e lidar com esta situação.”

Wolfgang Schaeuble, ministro das Finanças da Alemanha

 

“Devemos mudar a Europa para torná-la mais humana e mais justa. Mas a Europa é nossa casa, é nosso futuro.”

Matteo Renzi, primeiro-ministro da Itália

 

“A Escócia deu um voto forte, inequívoco para permanecer na UE, e elogio esse endosso ao nosso status europeu.”

Nicola Sturgeon, primeira-ministra da Escócia

 

“(É um) sinal tanto dos eleitores britânicos quanto de muitos outros de toda a Europa que sentem que a UE não está proporcionando respostas boas o suficiente para os desafios de hoje.”

Erna Solberg, primeira-ministra da Noruega

 

“A Europa só é forte se puder dar respostas a grandes questões, como a imigração, que fortaleceriam a própria Europa, ao invés de enfraquecê-la. A UE não foi capaz de dar estas respostas.”

Viktor Orbán, primeiro-ministro da Hungria

 

“Está é uma má notícia para a Europa e para a Polônia. Tentaremos usar esta situação para conscientizar os políticos europeus da razão de isto ter acontecido. E aconteceu porque este conceito, que foi criado algum tempo atrás, não é mais popular na Europa.”

Witold Waszczykowski, ministro das Relações Exteriores da Polônia

 

“Precisamos mostrar às pessoas por que acreditamos que a UE é importante, por que precisamos permanecer. Temos que olhar as coisas que importam na vida cotidiana das pessoas, talvez onde tem havido ambiguidades, onde tem havido arrogância e onde as pessoas têm sentido que tem havido um projeto elitista. É uma situação muito séria para a Grã-Bretanha, mas também para a UE.”

Ann Linde, ministra da Suécia para a União Europeia

 

 

“O que não te mata, te fortalece.”

“Quero reafirmar a todos que estamos preparados também para este cenário negativo.”

Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu

 

“É triste, mas não é o enterro da União Europeia.”

Gianni Pittella, líder dos socialistas e democratas no Parlamento europeu

 

“Acredito que agora as negociações sobre a saída irão começar rapidamente.”

Martin Schulz, presidente do Parlamento europeu

 

“Sei que a posição do Reino Unido na Otan continuará inalterada.”

“O Reino Unido continuará um forte e comprometido aliado da Otan e continuará participando de seu papel de liderança na nossa aliança.”

Jens Stoltenberg, secretário-geral da Otan

 

 

“Reino Unido e a União Europeia continuarão a ser parceiros indispensáveis dos Estados Unidos, mesmo quando eles começarem a negociar seu relacionamento para assegurar continuidade, segurança e prosperidade para a Europa, Reino Unido, Irlanda do Norte e o mundo.”

Barack Obama, presidente dos Estados Unidos

 

“Esse momento de incerteza enfatiza a necessidade de liderança calma, firme e experiente na Casa Branca para proteger os bolsos e o ganha-pão dos americanos, apoiar nossos amigos e aliados, enfrentar nossos adversários e defender nossos interesses.”

Hillary Clinton, provável candidata democrata à presidência dos Estados Unidos

 

“As pessoas querem seu país de volta. Elas querem ter independência, em certo sentido. Você vê isso na Europa – em toda a Europa.”

Donald Trump, provável candidato republicano à presidência dos Estados Unidos

 

 

“Foi a vontade expressada pelo povo e isto requer uma grande responsabilidade por parte de todos nós para garantir o bem do povo do Reino Unido, assim como o bem e coexistência do continente europeu.”

Papa Francisco

 

 

“Escócia procurará independência agora. O legado de Cameron será quebrado em duas frentes.”

“Não achei que fosse querer mágica mais.”

J.K. Rowling, escritora e autora da série de livros Harry Potter

 

“Não consigo parar de pensar no que está acontecendo no Reino Unido. Sinto tanto pela juventude britânica. Temo que vocês tenham sido desapontados hoje.”

James Corden, ator

 

“Não adianta chorar pelo leite derramado. Teremos que fazer o melhor possível disso.”

Boy George, cantor e vocalista da banda Culture Club

 

“Estamos muito muito f******.”

Lily Allen, cantora

 

“Inconsolável ao ouvir as notícias.”

Ellie Goulding, cantora

 

“Próximo passo: Escócia deixar Reino Unido.”

Piers Morgan, ex-editor dos jornais News of the World e Daily Mirror

 

/Reuters

Mais conteúdo sobre:

BrexitReino UnidoUnião Europeia