As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Veja como foi o cortejo de Chávez em Caracas

Redação Internacional

06 de março de 2013 | 12h18

A Venezuela começou na manhã desta quarta-feira, 6, a despedir-se do presidente Hugo Chávez, que morreu ontem em razão de um câncer pélvico. A Força Armada Nacional Bolivariana saudou o líder com 21 tiros de canhão às 8h da manhã (9h30 de Brasília). O corpo do presidente foi trasladado do Hospital Militar de Caracas para a Academia Militar, onde será velado por três dias.

venezuela_efe.jpg

Veja como foram os principais momentos da cerimônia:

19h30 – Após um cortejo de mais de seis horas, os venezuelanos terão três dias para passarem pelo velório de Chávez que ocorre na Academia Militar. Ainda não foi informado onde o corpo do presidente venezuelano será enterrado.

19h25 – As portas do salão da Academia Militar são fechadas e começam as honras militares ao presidente Chávez.

honras.JPG

19h23 – Caixão é retirado do carro e carregado ao som da guarda militar. O corpo de Chávez ficará na Academia Militar até setxa-feira para que o povo possa se despedir do presidente.

19h15 – O clima é tranquilo na entrada do salão da Academia Militar e não houve tumultos durante o cortejo.

19h08 – “Eu tenho uma casa graças à Revolução”, dizem alguns venezuelanos que acompanham o cortejo.

19h05 – O caixão de Chávez foi coberto por bandeiras, cartazes e flores ao longo de todo o cortejo.

19h03 – O cortejo de Chávez pelas ruas de Caracas durou mais de seis horas.

18h49 – Venezuelanos gritam “Chávez vive.”

academia_militar.JPG

18h45 – O corpo de Chávez chega à Academia Militar.

18h43 – O secretário-geral da OEA, José Miguel Insulza, disse que a Constituição da Venezuela é “muito clara” e estabelece que a eleição presidencial deve ocorrer nos próximos 30 dias. (Globovisión)

18h35 – O presidente sírio, Bashar Assad, classificou a morte de Chávez como “uma grande perda para mim pessoalmente e para o povo da Síria”. “Ele repetidamente declarou sua solidariedade com a liderança da Síria e do seu povo diante do feroz ataque imperialista, e condenou a pressão norte-americana (sobre a Síria).”

17h50 – Venezuelanos carregam quadro de Simon Bolívar no cortejo de Chávez.

17h44 – Maduro assina decreto de luto nacional de sete dias pela morte de Chávez como presidente interino

17h38 – O ministro Ernesto Villegas afirmou, segundo a Globovisión, que será respeitada a decisão da família de Chávez sobre o local onde o líder bolivariano será enterrado.

17h32 – De acordo com a rede Globovisión, foi declarada Lei Seca e proibido o porte de armas na Venezuela até o dia 12 de março.

17h15 – Venezuelanos chegam na Academia Militar para esperar o corpo de Chávez. “Tenho o direito de vê-lo, também sou Chávez”, dizem algumas pessoas. A guarda venezuelana está posicionada para evitar tumulto e confusões no local.

17h – Dez países decretaram luto oficial pela morte do presidente Hugo Chávez: Argentina, Brasil, Equador, Bolívia, Uruguai, República Dominicana, Cuba, Nicarágua, Chile, Irã.

16h55 – Ao longo do cortejo de Chávez, venezuelanos jogaram diversas flores sobre o caixão do presidente.

cortejo.JPG

16h35 – A rede Telesur exibe imagens de seguidores de Chávez prestando uma homenagem ao líder bolivariano na Plaza Puerto del Sol, em Madri, na Espanha.

16h26 – O presidente da França, François Hollande, elogiou Chávez, mas admitiu que “nem todos partilhavam” de seus pontos de vista.

16h16 – O cortejo de Chávez já dura cinco horas. A família do presidente segue acompanhando o corpo do presidente pelas ruas de Caracs.

16h14 – Venezuelanos gritam que “Chávez não morreu, Chávez vive no povo.”

16h04 – O presidente da Rússia, Vladimir Putin, qualificou Chávez como “líder forte e extraordinário que olhou para o futuro e sempre teve grandes ambições.”

15h55 – Em breve, o cortejo de Chávez deve chegar na Academia Militar de Caracas.

15h40 – O primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, enviou telegrama ao vice-presidente e herdeiro político de Chávez, Nicolás Maduro, nesta quarta-feira, 6, afirmando que, com a morte de Chávez “desaparece uma das figuras mais influentes da história contemporânea” do país. “O governo da Espanha expressa sua vontade de continuar trabalhando intensamente no fortalecimento dos vínculos bilaterais e das relações de profunda amizade que unem nossos países e nossos cidadãos há tantos anos.”

15h27 – Venezuelanos realizaram homenagens ao presidente Chávez em frente de embaixadas da Venezuela em outros países.

republica_dominicana_efe.jpg

15h18 – Nabil Shaath, assessor da presidência da Autoridade Nacional Palestina (ANP), qualificou Chávez como “um amigo fiel que defendeu apaixonadamente nosso direito à liberdade e à autodeterminação.”

15h12 – Em matéria da Reuters, analistas dizem que morte de Chávez vai deixar um vazio na esquerda da América Latina.

14h58 – Veja vídeo de imagens aéreas feito pela rede VTV das ruas de Caracas, tomadas pela “maré vermelha”:

14h51 – O ex-jogador de futebol argentino, Diego Maradona, lamentou a morte de Chávez, por meio de sua conta no Twitetr. “Até sempre comandante, vamos sentir sua falta sempre.”

14h46 – O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, decretou luto nacional de um dia e qualificou Chávez como “um santo que regressará no Dia da Ressurreição”.

14h43 –  Em nota divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores, o presidente em fim de mandato da China, Hu Jintao, e seu sucessor, Xi Jinping, lamentaram, nesta quarta-feira, 6, a morte de “um grande amigo do povo chinês.”

14h26 – A procuradora-geral da Venezuela, Cilia Flores, afirmou, em entrevista na Telesur, que “com a ausência absoluta de Chávez, que assume o cargo é o vice-presidente, Nicolás Maduro”. A procuradora citou o artigo 233 da Constituição venezuelana.

14h22 –  Evo Morales diz, em entrevista para a rede Telesur, que “jamais vou abandonar essa grande luta do presidente Chávez.”

14h15 – Cortejo de Chávez saiu do hospital militar, onde o líder estava internado, já acompanhado por milhares de venezuelanos

[galeria id=6013]

14h – Os venezuelanos que seguem o cortejo do corpo de Chávez seguem gritando “Todos somos Chávez”.

12h50 – Milhares de venezuelanos seguem o cortejo de Chávez. Repórteres em Caracas chamam a atitude do povo de “maré vermelha”.

12h47 – Nesta quarta-feira, 6, o principal fórum de direitos humanos da ONU fez um minuto de silêncio em homenagem ao presidente da Venezuela.

12h45 – “Estendemos nosso profundo sentimento de pesar ao povo venezuelano, ao governo, à família e às Forças Armadas”, declarou Morales ao desembarcar em Caracas.

12h40 – Nicolás Maduro acompanha o cortejo fúnebre ao lado de Evo Morales, presidente da Bolívia.

Maduro_e_Evo_efe.jpg

12h38 – Os presidentes da Argentina, da Bolívia e do Uruguai já estão em Caracas para os funerais de Chávez.

12h31 – De acordo com a rede Telesur, muitos venezuelanos pedem que o corpo de Chávez seja enterrado ao lado de Bolívar.

12h29 – Dilma Rousseff, presidente do Brasil, decretou três dias de luto pela morte de Chávez.

12h24 – Começa o traslado do corpo de Chávez do Hospital Militar de Caracas para a Academia Militar.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.