As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vídeo mostra ‘tentativa de levante em favor de Lugo’, diz governo do Paraguai

Redação Internacional

03 de julho de 2012 | 17h11

2012_07_03T172847Z_01_ASU07_RTRMDNP_3_PARAGUAY.JPG
A ministra paraguaia da Defesa, María Liz García, apresenta à imprensa CDs com vídeo

ASSUNÇÃO – O governo do Paraguai apresentou nesta terça-feira, 3, um vídeo no qual o Ministro de Relações Exteriores da Venezuela, Nicolás Maduro, aparece em reunião com lideranças militares paraguaias. De acordo com a ministra da Defesa do Paraguai, María Liz García, as imagens provam o que seria uma tentativa de levante militar em favor do presidente deposto Fernando Lugo. Assista ao vídeo abaixo.

Nas imagens, divulgadas na internet pelo jornal paraguaio ABC Color, Maduro aparece nos corredores do Palácio de Lopez, a sede do governo de Assunção, caminhando ao lado do comandante do Exército paraguaio, Adalberto Ramón Garcete Martínez, do comandante da polícia, Arnaldo Sanabría, e do comandante das Forças Aéreas, Miguel Christ Jacobs. Eles então entram em uma sala.

O encontro ocorreu, segundo o circuito de TV do Palácio de Lopez, no dia 22 de junho (mesmo dia da deposição de Lugo), após 16h. De acordo com o governo paraguaio, a reunião teria sido realizada para planejar uma intervenção militar em favor de Lugo. De acordo com a ministra García, o presidente Federico Franco, que assumiu depois da derrubada de Lugo, ordenou a divulgação das imagens.

‘Não sou mais juíza’

Ao apresentar dois discos com o material, a ministra disse que “cada instituição (paraguaia) deve proceder (nas investigações)”. Ao ser questionada sobre detalhes a respeito do vídeo, ela disse a jornalistas, segundo o ABC Color, que isso ficaria “na mão de vocês”. Segundo o jornal, há imagens e áudios no material divulgado pelo governo. O vídeo acima mostra apenas imagens, sem qualquer registro de som.

“Não sou mais juíza, não tenho esse tipo de faculdade nem posso opinar ou qualificar”, disse García. Ela afirmou ainda, segundo o ABC Color, que as imagens seriam entregues à Procuradoria, que investiga a eventual interferência do governo venezuelano nas Forças Armadas do Paraguai.