Acidente de avião mata funcionária que divulgou certidão de nascimento de Obama

Uma alta funcionária do setor de saúde do Estado norte-americano do Havaí que fora alçada à fama quando entregou ao presidente Barack Obama uma cópia de sua certidão de nascimento, em 2011, morreu na quarta-feira em um acidente de avião na costa da ilha de Molokai, disseram autoridades nesta quinta-feira.

Reuters

12 de dezembro de 2013 | 20h54

Todos os outros sete passageiros e o piloto sobreviveram com vários ferimentos, incluindo uma pessoa que nadou até a costa, disse o encarregado das buscas e resgate na Guarda Costeira dos EUA Darin McCracken.

Loretta Fuddy, diretora do Departamento de Saúde do Havaí, morreu no acidente, ocorrido a noroeste da península de Kalaupapa, segundo o funcionário Fenix Grange. O vice dela no departamento, Keith Yamamoto, sobreviveu.

O voo era operado pela Makani Kai Air. O proprietário da companhia aérea, Richard Schuman, disse a uma emissora de TV havaiana que o acidente foi causado por uma falha no motor e que o piloto tentou fazer uma aterrissagem com segurança e, depois, manter os passageiros juntos após a queda no oceano.

Em meio a acusações de que Obama não havia nascido nos Estados Unidos, um advogado do presidente escreveu a Fuddy em abril de 2011 solicitando a entrega à Casa Branca de uma cópia de inteiro teor da certidão de nascimento de Obama.

Dias depois, Fuddy enviou uma carta a Obama informando que lhe estava mandando cópias do certificado original.

(Por Christopher D'Angelo, com reportagem adicional de Alex Dobuzinskis)

Tudo o que sabemos sobre:
EUAACIDENTECERTIDAOOBAMA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.