Acordo é fechado para retomada da construção de museu do 11/09

Um acordo foi alcançado para a retomada da construção do Museu Nacional do 11 de Setembro em Nova York, disse o prefeito Michael Bloomberg na segunda-feira, véspera do 11o aniversário dos ataques às torres gêmeas do World Trade Center.

CHRIS FRANCESCANI, Reuters

11 de setembro de 2012 | 09h42

Uma disputa a respeito dos custos entre a fundação que controla o museu e a Autoridade Portuária de Nova York e Nova Jersey, que está construindo a ambiciosa estrutura subterrânea, interrompeu a construção do projeto por meses.

Estimativas divergentes entre as partes sobre o custo do projeto, que estava programado para ser inaugurado nesta semana antes dos atrasos, variavam entre 700 dólares e mais de 1 bilhão de dólares.

"Estou muito grato que na véspera deste importante aniversário podemos anunciar um acordo que irá garantir a conclusão no museu do 11 de Setembro", afirmou um comunicado de Bloomberg.

"Minha meta durante este período tem sido reiniciar a construção do museu. Este acordo garante que será recomeçada em breve e não irá parar até que o museu esteja finalizado", acrescentou.

O museu terá sete níveis no subsolo e irá incluir artefatos do dia dos ataques, desde capacetes de bombeiros à peças de borracha e maquetes do local antes do atentado, que matou 2.751 pessoas em Nova York.

Bloomberg preside a fundação Nacional do Memorial e Museu do 11 de Setembro. A Autoridade Portuária é controlada pelo governadores de Nova York, Andrew Cuomo, e de Nova Jersey, Chris Christie.

Sob o acordo, representantes dos três irão participar de um comitê que supervisiona eventos anuais, incluindo a cerimônia desta terça-feira em memória ao 11 de Setembro.

A fundação anunciou em julho que políticos seriam excluídos este ano do papel de oradores da cerimônia, que vai se focar nas famílias das vítimas. No futuro, a decisão será tomada pelo comitê, e não apenas pela fundação.

Também pelo acordo, as obrigações de custos da Autoridade Portuária serão reduzidas em mais de 150 milhões de dólares. A construção do museu, porém, deve começar logo e continuará sem parar até ser concluída. Estima-se que o projeto leve mais de um ano.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAMUSEUMEMORIAATENTADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.