Efe
Efe

Acordo orçamentário é crítico para segurança dos EUA, diz Hillary

A secretária de Estado deixa o cargo em 2013 e descarta disputar a nomeação democrata para a Presidência em 2016

Reuters

17 de novembro de 2012 | 11h51

CINGAPURA - A secretária norte-americana de Estado, Hillary Clinton, disse neste sábado, 17, que um acordo para resolver a crise orçamentária dos Estados Unidos é crítico para a liderança global e a segurança nacional do país, e também iria impulsionar os esforços para projetar o poder econômico dos EUA em todo o mundo.

Em declarações em Cingapura, durante um giro pela Ásia e Austrália, Hillary afirmou que quando esteve no continente asiático no ano passado, no auge do debate sobre o teto do endividamento dos EUA, líderes de toda a região lhe perguntaram se o Congresso norte-americano iria de fato permitir que o país se tornasse insolvente por causa de sua dívida.

"Vamos ser claros", afirmou ela. "A confiança plena e o crédito dos Estados Unidos não deveriam nunca ser postos em questão." Hillary declarou que agora está "fora da política".

Ela diz que vai deixar o cargo de secretária de Estado no ano que vem e descarta a possibilidade de disputar a nomeação democrata para a Presidência dos EUA em 2016.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.