Acusado de ligação com prostitutas, governador de NY pede perdão

O governador de Nova York, EliotSpitzer, de 48 anos, pediu na segunda-feira perdão à suafamília e à opinião pública por uma "questão privada", mas nãofez menção de que vá renunciar. Spitzer se desculpou depois de o jornal The New York Timester publicado na segunda-feira reportagem acusando-o deenvolvimento com uma rede de prostituição. Mas em suadeclaração ele não fez referência à reportagem. Pouco depois, o líder da oposição na Assembléia do Estadode Nova York, o republicano James Tedisco, pediu que Spitzerrenuncie ao cargo. Os republicanos são minoria na Assembléia. "As notícias de hoje de que Eliot Spitzer estavaprovavelmente envolvido com uma rede de prostituição e suarecusa em negar isso levam a uma conclusão inevitável: eledesgraçou seu cargo e todo o Estado de Nova York", disseTedisco aos repórteres. Como promotor público, Spitzer se celebrizou por combatercasos de corrupção financeira, o que lhe valeu o apelido de"xerife de Wall Street". Como governador, eleito em 2006 peloPartido Democrata, prometeu limpar a política estadual, massuas iniciativas acabam enfrentando a oposição da bancadarepublicana no Senado estadual. Segundo artigo publicado no Web site do Times, uma gravaçãofeita por autoridades federais o mostra marcando encontro comuma prostituta num hotel de Washington, em fevereiro. "Agi de forma que viola as obrigações para com a minhafamília e que viola o meu senso -- ou de qualquer um -- do queé certo e errado. Peço desculpas, antes e acima de tudo, àminha família. Peço desculpas ao público, a quem eu prometicoisas melhores", disse Spitzer aos jornalistas em Nova York,ao lado da mulher. "Estou desapontado por ter falhado em viver segundo opadrão que espero para mim. Devo agora dedicar algum tempo arecuperar a confiança da minha família", acrescentou ogovernador, que não respondeu a perguntas. Antes da entrevista, havia rumores, difundidos pelo canalFox News, de que ele iria renunciar. Spitzer é casado com Silda Wall Spitzer desde 1987, e temtrês filhas com ela. Uma fonte do governo estadual disse ao New York Times que ogovernador informou a seus principais funcionários que de fatoesteve envolvido com uma rede de prostituição. As ações de seguradoras de bônus caíram por causa danotícia. Sptizer teve papel importante ao ajudar essasseguradoras a angariarem mais capital, mantendo suas boas notasde crédito. Essas seguradoras garantem que dívidas equivalentesa 2,4 trilhões de dólares não entrem em inadimplência. A expectativa é que Spitzer apóie a pré-candidata HillaryClinton na convenção que em agosto escolherá o candidato doPartido Democrata nas eleições presidenciais de novembro. Porser governador, ele tem direito a voto, como "superdelegado". (Reportagem de Michelle Nichols, Joan Gralla, Gary Crosse,Joan Gralla e Ken Barry) REUTERS TS TR

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.