Americana autoriza distribuição de vídeo sexual com seu marido

"É uma compilação de cenas íntimas que meu marido e eu tínhamos gravado ao longo de dois anos", declara

Efe

06 de janeiro de 2008 | 03h11

Uma mulher reconhecida por balear a esposa de seu amante quando era adolescente chegou a um acordo para a distribuição de um vídeo no qual aparece com seu atual esposo em atos sexuais. Amy Fisher, que agora tem 33 anos, disse à imprensa que "o vídeo existe e há gente que viu 'Amy Fisher captada em fita', de modo que, sem avaliá-lo, decidi chegar a um acordo". "Muita gente me perguntou sobre este vídeo. É uma compilação de cenas íntimas que meu marido e eu tínhamos gravado ao longo de dois anos", acrescentou. "Decidi que apresentar-me perante a imprensa era uma boa forma de explicá-lo eu mesma", explicou. Em 1992 Fisher feriu a tiros e deixou paralisada Mary Jo Buttafuocco, a esposa de Joey Buttafuocco, de 38 anos, com quem mantinha uma relação clandestina. Batizada pela imprensa de "Lolita de Long Island", Fisher se declarou culpada de lesão corporal agravado, recebeu uma sentença de 15 anos e passou sete anos em uma prisão no oeste de Nova York. Joey Buttafuocco se declarou culpado de violação estatutária (relações sexuais com uma menor de 16 anos de idade) e passou seis meses em prisão. Fisher explicou que seu atual marido, Louis Bellera, vendeu o vídeo durante as disputas de divórcio, e negou que ela tivesse alguma responsabilidade pela distribuição inicial das imagens. Depois da disputa, as reconciliações e as separações se apresentaram "várias vezes", acrescentou Fisher.  "Como todo casamento, nós brigamos para fazer com que as coisas funcionem, para melhorarem. Eu quero salvar meu casamento", acrescentou. O acordo que Fisher assinou, por um valor não divulgado e um contrato para uma aparição em um clube noturno de Nova York, permitirá que a empresa Red Light District distribua a fita.

Tudo o que sabemos sobre:
sexoEUAvídeo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.