Americano escala prédio do New York Times em Manhattan

Homem levava cartazes para divulgar seu livro; David Malone não conseguiu subir todos os 52 andares

Efe,

09 de julho de 2008 | 15h27

Pela terceira vez em pouco mais de um mês, uma pessoa se aventurou nesta quarta-feira, 9, a escalar a fachada da sede do jornal The New York Times, em Manhattan. Desta vez, ao contrário das anteriores, o homem não conseguiu subir todos os 52 andares do prédio. Foto: Reuters O americano David Malone, de 29 anos, reconheceu que buscava a mesma publicidade gratuita conseguida por seus dois antecessores, mas acrescentou que escolheu o horário da madrugada para empreender sua escalada para não perturbar ninguém e que desceria antes da hora do rush matinal para não tumultuar o trânsito. Em sua escalada, Malone mostrou uma faixa com pequenos cartazes onde aparecia o nome de seu livro Bin Laden's Plan (Plano de Bin Laden), assim como um retrato do líder da Al-Qaeda segurando uma marionete do presidente americano, George W.Bush. Por volta da 1h (horário local), Malone começou sua escalada pela fachada do edifício, de frente para a 8ª Avenida, entre as ruas 40 e 41, e permaneceu ali por quase quatro horas, até que aceitou descer em troca de ser entrevistado por um jornalista. A sede do New York Times, projetada por Renzo Piano, conta com barras transversais por toda a fachada que facilitam este tipo de aventura.  O jornal Daily News conta em seu site que, durante a madrugada, recebeu um telefonema de Malone, que se identificou como um universitário de Connecticut que tinha deixado a faculdade para estudar em tempo integral a rede terrorista Al-Qaeda, de Osama bin Laden, e a ameaça que a organização representa para os EUA. O incidente acontece cinco semanas depois de outros dois "homens-aranhas", como foram batizados pela imprensa local, chegarem ao terraço do prédio do jornal, para depois serem presos. O primeiro a escalar o edifício foi Alain Robert, de 45 anos, apelidado de "homem-aranha francês" e conhecido por ter subido os maiores arranha-céus do mundo. Horas depois, um homem do bairro do Brooklyn, decidiu imitá-lo e, diante de centenas de curiosos e das câmeras transmitindo ao vivo para as televisões locais, também subiu a fachada do New York Times. Devido a esses incidentes, o jornal americano reforçou a segurança do prédio.

Tudo o que sabemos sobre:
The New York Timesescalada

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.