Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Amigo de Spitzer reclama por ter nome usado em encontros sexuais

George Fox, amigo e doador eleitoral dogovernador de Nova York, Eliot Spitzer, lamentou na terça-feiraque ele tenha usado seu nome ao contratar uma prostituta deluxo. Fox, investidor de fundos de hedge, afirmou que oenvolvimento do seu nome no escândalo "ocorre com grandesurpresa e desapontamento". "Não há absolutamente nenhuma conexão entre senhor Fox e aalegada atividade do governador além do uso não-autorizado doseu nome", disse uma nota emitida por um escritório de relaçõespúblicas que representa Fox. "O senhor Fox considera o governador Spitzer um amigoíntimo e está perturbado pela notícia que surgiu", disse otexto. A Titan Advisors, empresa de Fox, investe 3,5 bilhões dedólares em alguns dos mais importantes fundos de hedge. Oinvestidor é amigo de Spitzer há 20 anos e fez doações para acampanha dele de 2006 ao governo de Nova York. O jornal The New York Times disse na segunda-feira queSpitzer contratou uma prostituta a mil dólares por hora e foiflagrado em ao menos seis ocasiões, em gravações autorizadaspela Justiça, marcando encontros com ela num hotel deWashington, onde usou o nome de Fox para alugar um quarto. Spitzer não confirmou nem negou a notícia. A nota disse que Spitzer pediu desculpas a Fox. "Embora ele esteja desapontado por ter seu nome envolvido,ele aprecia o pedido de desculpas que o governador lhecomunicou pessoalmente e deseja ao governador e sua famíliaforça para superar este período difícil."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.