Antes de chegar aos EUA, Gustav volta a virar furacão

Fenômeno pode se tornar um furacão de categoria 3 quando atingir a Louisiana; região será esvaziada

Reuters,

29 de agosto de 2008 | 16h50

A tempestade tropical Gustav, que segue rumo às Ilhas Cayman e ameaça o litoral americano, se transformou de novo em um furacão de categoria 1, com ventos de 120 km/h, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos nesta sexta-feira, 29. Na terça, o Gustav já havia virado o terceiro furacão da atual temporada do Atlântico e antes de perder força e se tornar uma tempestade, deixou pelo menos 68 mortos no Haiti e na República Dominicana.   Veja também: Gustav mata 68 no Caribe e ameaça litoral dos EUA     Segundo oficiais de emergência dos EUA, o fenômeno pode se tornar um perigoso furacão de categoria 3 até a próxima terça-feira, quando deve chegar aos Estados Unidos. Três anos após o furacão Katrina, a Louisiana pode ser atingida novamente. No sábado, a região começará a ser esvaziada, de acordo com Harvey Johnson, vice-administrador dos serviços de emergência americano.   Mais cedo, o presidente americano George W. Bush declarou estado de emergência na Louisiana, onde há a maior concentração de plataformas de petróleo e gás natural dos EUA. A Casa Branca diz que está monitorando a tempestade de perto. Bush e sua administração foram bastante criticados pela resposta do governo ao Katrina.

Tudo o que sabemos sobre:
GustavEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.