Apagão em Washington deixa milhares de imóveis sem luz

Cidade enfrenta falta de energia, incêndio e engarrafamento; Casa Branca funcionou com geradores de energia

REUTERS

13 de junho de 2008 | 10h52

A falta de energia em vários pontos de Washington e o incêndio surgido em uma linha do metrô deixou a capital americana em uma situação caótica, provocando grandes congestionamentos no horário do rush matinal, nesta sexta-feira, 13, afirmaram autoridades dos setores de energia e dos transportes. O Departamento de Segurança Interna disse que os episódios não pareciam ter qualquer relação com um eventual atentado terrorista. Funcionários da empresa de eletricidade Pepco tentavam descobrir os motivos que levaram uma subestação de força da rua 10 a parar de funcionar por volta das 7h30, deixando cerca de 11 mil clientes sem energia, afirmou Rhonda Ellis, porta-voz da Pepco. Equipes de emergência apagaram um incêndio perto da estação Dupont Circle do metrô e os passageiros podem contar com atrasos de até uma hora ao longo da manhã, afirmou uma porta-voz da Autoridade de Trânsito na Área Metropolitana de Washington (WMATA). A falta de energia deixou faróis de trânsito apagados no centro da cidade, onde alguns pedestres gritavam para que os carros parassem e permitissem a travessia de pessoas idosas. A Casa Branca funcionava por meio de geradores, afirmou um porta-voz.  O blecaute deixou sem energia as estações do metrô de Dupont Circle, Farragut North, Farragut West e Shaw, o que causou atrasos nos trens e longas esperas aos usuários.  A WMATA afirmou haver relatos sobre a presença de fumaça na estação Center do metrô, situada no centro da cidade, e que várias outras das estações da área estavam sem energia.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAWashington

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.