Apesar de racha, EUA ainda espera pela visita de Karzai

Apesar de racha, EUA ainda espera pela visita de Karzai

Viagem que está marcada para maio pode ser adiada devido a declarações

EFE

09 de abril de 2010 | 12h51

WASHINGTON - Os Estados Unidos esperam que o presidente afegão Hamid Karzai encontre o presidente Barack Obama em Washington planejado para o mês que vem, um alto oficial disse nesta sexta-feira, apesar das recentes declarações que expuseram um racha de longa data entre os dois lados.

 

"Não há mudanças nos planos de receber Karzai em Washington no dia 12 de maio para o encontro com Obama", disse o consultor-geral do Conselho de Segurança Nacional dos EUA, Jim Jones, a repórteres no Air Force One enquanto Obama voltava de Praga depois de assinar o tratado para redução de armas nucleares com a Rússia.

 

Jones disse que Obama enviou uma carta a Karzai agradecendo-o por sua hospitalidade durante a sua visita no mês passado, e disse que Karzai assegurou à Secretária de Estado Hillary Clinton que "não queria criar dano no relacionamento de ambos os países."

 

Quando perguntado se Washington considera Karzai um aliado de confiança, Jones respondeu que "temos um presidente democraticamente eleito que é, por definição, nosso aliado."

 

As palavras de guerra entre Karzai e Washington aumentaram nessa semana depois de acusações feitas por Karzai, feitas no começo da primeira visita de Obama ao país como presidente, que o Ocidente participou de fraudes nas eleições no Afeganistão.

 

Washington expressou frustração ao ouvir os comentários e disse que está considerando adiar a visita de Karzai aos EUA.

 

O porta-voz de Karzai, Waheed Omer, minimizou os comentários de Karzai na quarta-feira, dizendo que eles eram direcionados aos indivíduos que fizeram as acusações de fraude e "não necessariamente" dirigidos a nenhum país específico.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAAfeganistãoObamaKarzai

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.