Após debate tenso, Hillary diz que Obama não aguenta pressão

A pré-candidata democrata àPresidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton, disse nasexta-feira que seu adversário Barack Obama não suportaria apressão na Casa Branca depois que o senador de Illinoisreclamou de questões duras em um debate entre ambos. Clinton disse que as queixas de Obama sobre as perguntasfeitas a ele na rede ABC quarta-feira levantaram dúvidas sobresua capacidade de suportar a pressão do cargo. As questões, que focaram uma série de controvérsias ecomentários envolvendo Obama, geraram reclamações naquinta-feira por parte do senador e de telespectadores. "Eu sei que alguns dos apoiadores do meu oponente estãoreclamando sobre as duras questões", disse a ex-primeira-damaem campanha na Filadélfia. "Bem, tendo estado na Casa Brancapor oito anos e visto o que acontece em termos de pressão e deestresse para um presidente, isso não foi nada." E fez referência a uma famosa frase de um folclóricopresidente democrata: "Eu estou com Harry Truman nesse ponto.Se você não agüenta o calor, saia da cozinha". Hillary está em uma árdua disputa contra Obama pela vagademocrata na corrida à Casa Branca contra o republicano JohnMcCain, nas eleições presidenciais de novembro. Obama mostrou-se visivelmente incomodado durante o debatede quarta-feira, enquanto os moderadores focavam questõesenvolvendo o controverso pastor da igreja que ele frequentava,seu envolvimento com um radical nos anos 1960, suas frasessobre eleitores em cidades pequenas dos EUA e a falta de umpingente com a bandeira dos EUA em sua lapela. Na quinta-feira, Obama reclamou do debate dizendo quequestões importantes como o Iraque, o sistema de saúde e osempregos não surgiram até a segunda metade do evento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.