Após Iowa, Obama e Huckabee rumam a New Hampshire

Próxima prévia de 8 de janeiro também é considerada chave na corrida presidencial pela Casa Branca

JOHN WHITESIDES, REUTERS

04 de janeiro de 2008 | 09h18

Com grandes vitórias na prévia de Iowa nas mãos, o democrata Barack Obama e o republicano Mike Huckabee partiram nesta sexta-feira, 4, para New Hampshire, junto com os outros presidenciáveis norte-americanos, para iniciar uma batalha de quatro dias pelo próximo troféu na corrida à Casa Branca.   Veja também: Obama e Huckabee saem na frente Democratas Biden e Dodd desistem da disputa Patrícia: o príncipe e a desolação branca Cobertura completa das eleições nos EUA Conheça os pré-candidatos Obama, Huckabee e a maioria dos pré-candidatos democratas e republicanos embarcaram em vôos de madrugada para a região da Nova Inglaterra a fim de retomar a luta eleitoral, que teve viradas emocionantes em Iowa. As prévias Estado a Estado definirão os candidatos oficiais de cada partido para a eleição de novembro. A convincente vitória de Obama entre os democratas, um pontapé inicial histórico para que ele se torne o primeiro presidente negro dos Estados Unidos, foi um duro golpe aos adversários Hillary Clinton e John Edwards. "Agora temos de seguir em frente", disse Edwards. Huckabee, ex-governador de Arkansas e pastor da Igreja Batista, derrubou o rival Mitt Romney em Iowa, mas em New Hampshire a tarefa deve ser mais difícil. Nas pesquisas no Estado, Huckabee está bem atrás de Romney e do senador John McCain. A população de conservadores religiosos que formou sua base em Iowa é muito menor no Estado. Os dois vencedores de quinta-feira, Obama, 46, e Huckabee, 52, já estiveram atrás de Clinton e Romney nas pesquisas. Mas conseguiram ultrapassá-los apostando na imagem da novidade. "Estamos escolhendo a esperança em vez do medo, estamos escolhendo a união em vez da divisão e mandando o forte recado de que as mudanças estão chegando", disse Obama à multidão em festa em Des Moines. A campanha presidencial de 2008 é a mais concorrida em 50 anos, já que não há presidente ou vice-presidente concorrendo pela indicação de seu partido. A prévia de Iowa foi a mais disputada da história do Estado.   Hillary X Obama Para os democratas, uma segunda vitória de Obama em New Hampshire lhe daria um grande impulso nas doações, fazendo dele um grande favorito à vaga na chapa do partido. Hillary, 60, por outro lado, que até há alguns meses era considerada com quase certeza a candidata dos democratas, agora enfrenta uma batalha de vida ou morte para conquistar New Hampshire. Segundo a BBC,  a campanha de Hillary procurou enfatizar a suposta inexperiência de Obama, especialmente no que diz respeito a temas de política internacional. Mas mesmo tendo se apresentado como a candidata mais apta a conduzir seu país em um momento particularmente delicado para os Estados Unidos no cenário internacional, os eleitores pareceram preferir o discurso otimista do senador pelo Estado de Illinois.   Para Jim McCormick, diretor do Departamento de Ciências Políticas da Universidade Iowa State, as margens finais de votos de cada um dos três primeiros democratas - Obama, Hillary e Edwards - vão determinar o tamanho do impulso que cada candidato terá. "Havia uma enorme expectativa para a vitória de Obama, se ele ganhasse por pequena margem, poderia ser um anticlímax", disse McCormick. Se Hillary ficasse em terceiro, atrás de Obama e Edwards, seria um duro golpe. "E se Edwards ficasse em terceiro, ele estaria fora da corrida." Republicanos   A campanha de  Huckabee foi marcada por contar com um baixo orçamento, em especial se comparada com a de seu principal rival, o ex-governador pelo Estado de Massachusetts Mitt Romney, que gastou milhões em Iowa, mas acabou tendo de se contentar com o segundo lugar.   Em referência ao rival, Huckabee afirmou durante seu discurso nesta quinta-feira que sua vitória provou que o ''poder do povo é mais forte que o poder do bolso'' e lembrando que, no início, ninguém acreditava que sua campanha fosse capaz de fazer frente à do rival, capaz de levantar 15 vezes mais recursos do que ele.   Romney chegou a liderar a disputa em Iowa, foi ultrapassado por Huckabee nas últimas semanas, mas conseguiu reagir ligeiramente nos últimos dias de campanha.   A derrota de Romney em Iowa deve ajudar McCain em New Hampshire. O senador quer marcar uma virada depois das grandes dificuldades financeiras por que sua campanha passou em meados do ano passado. A campanha do veterano de guerra do Vietnã estava na UTI há seis meses e "ressuscitou" nos últimos dois meses, ganhando força principalmente em New Hampshire.   Mas, segundo dados referentes a 65% dos votos dos caucuses republicanos de Iowa, McCain não chegou nem em terceiro: Huckabee liderava com 34%, enquanto Romney estava com 25% e o ator Fred Thompson ocupava um distante terceiro lugar, com apenas 14%.   Confira os resultados   Democratas      Votos     % Obama                940      38% Edwards              744      30 Clinton                737      29 Richardson           53         2 Biden                   23         1 Dodd                     1         0 Outros                   3         0   Republicanos       Votos         % Huckabee              39,814      34% Romney                 29,405      25 Thompson             15,521      13 McCain                  15,248      13 Paul                      11,598       10 Giuliani                    4,013       4 Outros                        520        1

Tudo o que sabemos sobre:
EUAELEICAOPROXIMOROUND

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.