Assassino americano é recapturado após 41 anos foragido

Um homicida que fugiu em 1970 de uma prisão de Nova Jersey e que participou de um sequestro aéreo foi capturado em Portugal após passar 41 anos foragido, disse o FBI na terça-feira.

JONATHAN ALLEN, REUTERS

27 Setembro 2011 | 20h41

George Wright, de 68 anos, foi detido na segunda-feira pela polícia portuguesa depois de ser localizado por autoridades norte-americanas nos arredores de Lisboa. Não ficou claro como ele foi localizado, mas a imprensa informou que ele recentemente começou a fazer contato com parentes nos EUA.

Wright foi condenado em 1963 pelo homicídio do dono de um posto de gasolina na localidade de Wall, em Nova Jersey. O crime foi cometido durante um assalto.

Ele cumpria pena de 15 a 30 anos de reclusão quando fugiu da Prisão Estadual de Bayside, em 1970, junto com três outros detentos. Acabou chegando a Detroit, onde aderiu ao Exército Negro de Libertação, um grupo nacionalista militante negro, segundo o FBI.

Em 1972, Wright esteve entre os cinco sequestradores que, acompanhados de três crianças pequenas, capturaram um avião da Delta num voo Detroit-Miami. Após pousarem em Miami, eles exigiram resgate de 1 milhão de dólares pelos passageiros, e insistiram para que agentes do FBI entregassem o dinheiro vestindo apenas sungas, como garantia de que não havia armas escondidas.

Os sequestradores então obrigaram o avião a viajar até a Argélia, na esperança de solicitar refúgio. Mas as autoridades argelinas apreenderam o avião e o dinheiro, devolvendo ambos para os EUA. Os sequestradores, no entanto, foram libertados dias depois.

Em 1976, quatro dos sequestradores foram localizados e condenados na França, enquanto Wright permaneceu foragido.

Mais conteúdo sobre:
EUAAMERICANOPRESO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.